Bolsa de Tóquio cai 1,5% com realização de lucros

O mercado de ações de Tóquio fechou em baixa pelo segundo dia consecutivo, devido às realizações de lucros desencadeadas pela expectativa quanto à reunião do banco central japonês no final desta semana. Os investidores acreditam que o banco elevará as taxas de juros. O Nikkei 225 perdeu 1,5% nesta quarta-feira, para 15249, 32 pontos. As ações de financeiras, companhias imobiliárias e corretoras foram as mais prejudicadas, num dia em que os investidores optaram entre realizar lucros ou ficar fora do mercado, à espera da reunião do banco central, que começa amanhã. Os papéis das financeiras lideraram a queda da bolsa, repercutindo as declarações do líder do comitê financeiro do PLD (partido do governo). Ele propôs que os tetos das taxas de juros sejam estabelecidos para períodos de vários anos. As ações da Takefuji desabaram 7,6% e as da financeira Airful, 7,2%. O setor imobiliário, altamente sensível às taxas de juros, também terminou a sessão com grandes perdas. As ações da Mitsubishi Estate caíram 3%, e as da Creed perderam 6,8%, ainda sob o impacto de uma previsão de queda nas receitas da empresa, divulgada no começo da semana. Os preços das ações de corretoras fecharam o pregão com tendência de queda. Daiwa Securities teve desvalorização de 3,8%. Uma notável exceção às perdas deste setor foi a corretora de varejo Kabu.com Securities, que ganhou 2%. A corretora anunciou que lançará, possivelmente em agosto, um sistema proprietário de vendas, que possibilitará transações ?after market?. (As informações são da Dow Jones)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.