Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Bolsa de Tóquio cai 1,6% após rebaixamento da Itália

Desvalorização do euro diante do iene agravou perdas, com impacto em empresas exportadoras

Hélio Barboza, da Agência Estado,

20 de setembro de 2011 | 07h35

A Bolsa de Tóquio fechou em queda, uma vez que o rebaixamento do rating de crédito da Itália pela agência de classificação de risco Standard & Poor''s (S&P) e um subsequente enfraquecimento do euro prejudicaram as ações de empresas exportadoras, incluindo Sony, Nikon e Honda. O índice Nikkei 225 caiu 142,92 pontos, ou 1,6%, e encerrou aos 8.721,24 pontos.

O mercado japonês abriu em queda e viu suas perdas se aprofundarem ao longo do dia. A desvalorização do euro diante do iene deixou as exportadoras vulneráveis à realização de lucros depois da alta generalizada de sexta-feira (na segunda-feira, a bolsa não funcionou devido a um feriado). O movimento de realização atingiu particularmente as exportadoras expostas à zona do euro.

As perdas do Nikkei se ampliaram à tarde, chegando ao piso cerca de uma hora antes do fechamento. A apatia prevaleceu sobre a pressão vendedora, pois os investidores aguardam o resultado da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), que começa hoje e termina amanhã. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.