Bolsa de Tóquio cai 2% pressionada por iene e bancos

 Valorização do iene provocou vendas generalizadas de ações

Hélio Barboza, da Agência Estado,

30 de setembro de 2010 | 08h02

A Bolsa de Tóquio fechou em queda depois que um iene valorizado provocou vendas generalizadas de ações, pontuadas pela fraqueza nos papéis de grandes bancos e da Tokyo Electric Power, enquanto os da Nintendo afundaram com o acentuado corte nas projeções da empresa. O índice Nikkei 225 caiu 190,03 pontos, ou 2%, e fechou aos 9.369,35 pontos.

O iene forte foi o tema dominante para os traders, uma vez que o dólar baixou de novo, terminando em 83,22 ienes no fechamento da bolsa. Também digna de nota foi a divulgação da produção industrial do Japão em agosto. O resultado foi uma queda inesperada no mês, marcando a terceira baixa mensal consecutiva e realçando uma desaceleração nas exportações.

O economista-chefe do HSBC, Seiji Shiraishi, considerou os dados "extremamente decepcionantes" e disse que eles indicam que o Japão pode entrar em outra recessão. Para os investidores em ações, porém, as preocupações com o câmbio continuaram sendo a questão mais imediata. "Os investidores ainda estão preocupados com a força do iene, então eles não querem colocar o mercado para cima", disse Hikaru Sato, analista técnico da Daiwa Securities. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.