Bolsa de Tóquio cai com perdas em seguradoras

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em queda nesta quinta-feira, com fortes vendas na empresa de cosméticos Kao e em seguradoras. O índice Nikkei perdeu 168,35 pontos, ou 1,1%, para 14.562,93 pontos, após um recuo na sessão anterior de 0,3%. Um dólar mais forte ajudou a limitar as vendas iniciais. Depois de iniciar a sessão bem acima da marca de 100 ienes, a moeda norte-americana se enfraqueceu na parte final do pregão e mudava de mãos a 99,98 iene por volta das 4h38 (de Brasília).

AE, Agencia Estado

25 de julho de 2013 | 07h58

As leituras melhores do que o esperado dos índices de gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) da Europa e uma ascensão em vendas de casas novas nos EUA também agiram de maneira positiva sobre o Nikkei. Os níveis de participação permaneceram fracos. Apenas 2,22 bilhões de ações sob o valor de 2,07 trilhões mudaram de mãos - em linha com os números de quarta-feira, 24, que marcou o volume mais leve de negociações desde meados de dezembro.

Entre as empresas, a Canon perdeu 5,4%, depois que a companhia reduziu suas previsões de lucros do ano cheio, uma vez que espera condições econômicas piores do que o esperado na China e na Europa. A Canon reduziu sua previsão de lucro líquido do ano fiscal completo em 10%, para 260 bilhões de ienes, e cortou sua previsão de vendas em 3%. As ações da Kao fecharam em queda pela segunda sessão consecutiva, perdendo 3,4% após um recall voluntário de uma loção de clareamento de pele. A Kao perdeu 6,2% na quarta-feira e recuava quase 8,0% na quinta-feira quando começaram compras de busca por barganhas.

As seguradoras tiveram os piores desempenhos depois de relatos da imprensa de que o Japan Post Holdings e a American Family Life Assurance devem desenvolver, em conjunto, apólices de câncer. O anúncio do acordo deve ocorrer nesta sexta-feira, 26. Traders disseram que o acordo destaca os efeitos prováveis da liberalização do mercado interno, causada pelas negociações comerciais, em andamento, de Parceria Transpacífico (TPP). A entrada no TPP deve aumentar a concorrência. A Dai-ichi Life Insurance caiu 5,4% e a Tokio Marine Holdings perdeu 5,3%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsaTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.