Bolsa de Tóquio cai e tem pior semana desde 2011

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta sexta-feira em queda, pressionada pelo forte recuo das bolsas de Nova York e após corte de previsão de lucro da Fast Retailing, que possui a ação de maior peso no índice Nikkei. Na semana, a bolsa japonesa registrou a sua pior marca desde 2011, quando o país foi atingido por um terremoto.

Agencia Estado

11 de abril de 2014 | 07h36

De acordo com analistas, o desempenho fraco desta semana também refletiu a decisão do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) de não anunciar medidas adicionais de flexibilização monetária.

No último pregão da semana, o índice Nikkei fechou com desvalorização de 2,38%, a 13.960,05 pontos. No acumulado da semana, a perda foi de 7,3%, a mais acentuada desde março de 2011, quando um terremoto atingiu o país e fez a Bolsa de Tóquio cair 10%. Em 2014, a bolsa já acumula recuo de 14,3%.

As baixas dos índices de Wall Street, com destaque para o Nasdaq, que caiu 3,1%, e registrou sua pior performance em dois anos e meio, contribuíram para o mau humor dos investidores japoneses.

Nesta sexta-feira, a ação da Fast Retailing recuou 7,9% depois que a empresa cortou sua projeção financeira para 2014 em função da fraqueza da demanda doméstica. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSATÓQUIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.