Bolsa de Tóquio cai mesmo após BoJ manter postura

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta quarta-feira em campo positivo, mesmo após o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) manter a política monetária inalterada, oferecendo poucas surpresas aos investidores.

AE, Agencia Estado

30 de abril de 2014 | 08h33

Mesmo com o aumento do imposto sobre vendas no início de abril, o BoJ manteve a aceleração da base monetária entre 60 trilhões de ienes e 70 trilhões de ienes por ano. Os analistas esperavam que o banco central japonês fosse anunciar alguma medida para sustentar o ritmo de crescimento da economia após o aumento do imposto.

A alta dos índices de Wall Street na sessão de ontem foi responsável por injetar ânimo nos investidores japoneses e fez com que o otimismo prevalecesse no principal índice da bolsa japonesa.

Após permanecer fechado na terça-feira em função de feriado nacional, o índice Nikkei fechou em alta de 0,11%, a 14.304,11 pontos.

Entre as ações negociadas em Tóquio, o Softbank avançou 0,5%, seguindo a alta de 11% dos papéis da Sprint Corp nos EUA, após a companhia elevar sua previsão para os ganhos em 2014 e superar as estimativas de vendas no primeiro trimestre.

No mesmo sentido, os papéis da Honda Motor subiram 2,0%, apagando parte das perdas de 4,5% da ação da montadora na sessão anterior. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.