Bolsa de Tóquio caiu 0,6% afetada por ações da Sony

A queda do preço das ações da Sony foi o principal fator de baixa do índice Nikkei 225 da Bolsa de Tóquio hoje. Além disso, os investidores decidiram realizar lucros depois de dois dias de ganhos modestos. O índice da Bolsa de Tóquio caiu 0,6% e fechou em 17.383,42 pontos. Os papéis da empresa recuaram 1,4% depois que a companhia anunciou ontem queda de 5,3% no lucro líquido entre outubro e dezembro de 2006, em razão das baixas vendas da divisão de jogos. A pressão de venda também foi estimulada pela preocupação dos investidores com os resultados da divisão de eletrônicos da Sony. Acredita-se na possibilidade de queda nos lucros dessa divisão em razão da guerra de preços na venda de televisores de tela plana, importante fonte de ganhos para o conglomerado de eletrônicos e entretenimento. A performance da Sony contrastou com o resultado de outra empresa de eletrônicos. A Sanyo Eletric avançou 3,7% depois de divulgar, na terça-feira, seus resultados positivos entre abril e dezembro. As ações da cadeia de supermercado Seiyu tiveram queda de 6,7%. A subsidiária do Wal-Mart revelou que espera divulgar um prejuízo de 2,6 bilhões de ienes antes do pagamento de impostos em 2006. Anteriormente, a empresa havia previsto que não teria perdas nem ganhos no período. A corretora Nikko Cordial caiu 15% depois que foi revelado que importantes executivos da empresa estiveram envolvidos na manipulação de dados. A Bolsa de Tóquio estuda a possibilidade de retirar a terceira maior corretora do país em faturamento do seu pregão. A refinaria Cosmo Oil teve alta de 1,2%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.