Bolsa de Tóquio fecha em alta após decisão do BoJ

Banco do Japão surpreendeu os mercados ao estender o seu programa de empréstimos e levou índice Nikkei a ganhar 3,1%

Agencia Estado

18 de fevereiro de 2014 | 07h13

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta terça-feira em terreno positivo e avançou mais de 3%, assegurando o maior ganho em mais de seis meses. A alta ocorreu depois que o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) surpreendeu os mercados ao estender o seu programa de empréstimos, sinalizando que está pronto para fazer mais para ajudar a economia depois que o Produto Interno Bruto (PIB) japonês ficou abaixo do esperado ontem.

O índice Nikkei subiu 3,1%, a 14.843,24 pontos, o maior acréscimo porcentual desde 2 de agosto de 2013. O avanço veio depois de o BoJ decidir ampliar seu programa de empréstimos para 7 trilhões de ienes (US$ 68 bilhões), de 3,5 trilhões de ienes anteriormente.

O BoJ, por outro lado, reiterou sua posição de que a economia japonesa está se recuperando moderadamente e manteve por unanimidade a taxa básica de juros inalterada.

As ações de empresas do setor financeiro se destacaram após a decisão do BoJ de ampliar o programa de empréstimos. Os papéis da Sumitomo Mitsui Financial Group ganharam 5%, enquanto os da Nomura Securities avançaram 3,5%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.