Bolsa de Tóquio fecha em queda de 0,1%

Realização de lucros anula benefícios trazidos pela desvalorização do iene ao setor exportador

Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado,

31 de março de 2010 | 07h10

A Bolsa de Tóquio fechou com ligeira queda, com a realização de lucros em ações de tecnologia anulando os benefícios trazidos pela desvalorização do iene ao setor exportador. O índice Nikkei caiu 7,20 pontos, ou 0,1%, e fechou aos 11.089,94 pontos.

 

O índice foi ajudado inicialmente pela alta das bolsas ocidentais na terça-feira, bem como pelo enfraquecimento da moeda japonesa. Durante a sessão de hoje, o dólar foi cotado a 93,60 ienes e o euro, a 125,35 ienes.

 

"Os investidores sentiram o mercado aquecido", afirmou Yumi Nishimura, vice-gerente geral da Daiwa Securities Capital Markets. Nishimura acrescentou, porém, que alguns participantes do mercado encontraram dificuldades em tomar posição diante da expectativa pela pesquisa trimestral Tankan, do Banco do Japão, que será divulgada na quinta-feira - bem como pelos dados sobre o emprego nos EUA, esperados para o dia seguinte. O dia 31 de março marca o fim do ano fiscal para muitas companhias japonesas, de forma que a atenção dos investidores está gradualmente se deslocando para as próximas divulgações de balanços.

 

O Nikkei anotou um ganho de 36,8% no ano, seu primeiro crescimento em três anos e a maior elevação desde o aumento de 46,1% no ano fiscal de 2005. No setor de tecnologia, Fanuc, TDK e Trend Micro perderam terreno após os recentes ganhos. O trio terminou o dia com baixas de 0,9%, 1,0% e 1,5%, respectivamente.

 

As ações de farmacêuticas também mantiveram a tendência de baixa. Takeda perdeu 0,7% e Eisai teve recuo de 1,3%. No setor automotivo, a Honda Motor adicionou 0,2% depois de a Agência Nikkei informar que a montadora planeja mudanças nos contratos de autopeças para os mercados emergentes, com o objetivo de cortar custos.

 

O gerente de uma corretora, entretanto, avaliou que a companhia precisará melhorar seus sistemas de controle de qualidade nos mercados emergentes, após os recentes recalls feitos pela Toyota. As ações da Mazda subiram 4,8% e as da Toyota caíram 0,7%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.