Bolsa de Tóquio fecha estável em 17.292 pontos

O índice Nikkei-225 da Bolsa de Tóquio fechou praticamente estável hoje, totalizando 17.292,48 pontos, ou 0,16 ponto acima do fechamento de ontem. O destaque do pregão foram os ganhos com ações de empresas exportadoras, incluindo indústrias do setor de eletrônica, para cobertura de vendas a termo. Houve realizações de lucros com papéis das prestadoras de serviços públicos e das incorporadoras imobiliárias. Segundo os operadores, o sentimento do mercado deve começar a melhorar a partir de amanhã, conforme se encerrarem as operações relativas ao vencimento de opções de fevereiro e ao corte de posições compradas que antecedeu a reunião do G-7 (grupo dos países mais industrializados). O encontro acontecerá no final de semana, na Alemanha. Os investidores poderiam, então, voltar a mirar a próxima meta para o Nikkei 225: os 17.563 pontos, maior pontuação do indicador no ano passado. ?O mercado estará preparando o terreno para mais um repique, embora a máxima de 2006 não esteja suficientemente próxima para ser alcançada até o fim da semana que vem?, comentou analista do Tokai Tokyo Research Center, Toshio Sumitani. Entre as empresas exportadoras, NEC subiu 2%, Hitachi ganhou 1,1% e Canon avançou 0,8%. No setor de serviços públicos, Tokyo Electric Power perdeu 5,6%, Kansai Electric declinou 3,4% e Chubu Electric recuou 2,8%. Também houve perdas no segmento imobiliário: Mitsui Fudosan e Mitsubishi Estate caíram 0,6%. A queda na cotação do barril de petróleo no mercado futuro de Nova York afetou as ações das refinarias e das empresas relacionadas ao setor energético. Nippon Oil diminuiu 1,5%, Nippon Mining Holdings teve queda de 1,9%, Marubeni registrou perda de 2,7% e Mitsui & Co., de 2,5%. As companhias de navegação tiveram perdas acentuadas após a divulgação de suas projeções de lucro para o ano fiscal que se encerra em março. Nippon Yusen despencou 7,8% e Mitsui OSK Lines perdeu 3,5%. Chugai Pharmaceutical subiu 6,2% após divulgar seu informe de resultados de 2006. Os analistas consideraram excessivamente conservadora a estimativa de lucro feita pela companhia e alguns deles elevaram a classificação desses papéis. NTT DoCoMo atingiu valorização de 4,4%. Os investidores passaram a ver a empresa de telefonia celular como uma retardatária entre as ações de alto rendimento. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.