Bolsa de Tóquio fecha no menor nível desde início de abril

Índice Nikkei encerrou com recuo de 0,24% após desvalorização do dólar em relação ao iene, que pressionou ações de exportadoras

21 de maio de 2014 | 06h45

A Bolsa de Tóquio fechou em queda e atingiu seu menor nível em cinco semanas nesta quarta-feira, diante de enfraquecimento do dólar em relação ao iene e da venda de ações do setor imobiliário, impulsionada pela decisão do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) de manter a política monetária inalterada.

O índice Nikkei recuou 0,24%, a 14.042,17 pontos e atingiu seu menor nível desde o início de abril. Os investidores ficaram aliviados que o principal índice da bolsa japonesa não recuou abaixo dos 14.000 pontos.

A queda do dólar em relação ao iene pressionou as ações de empresas exportadoras. Empresas do setor imobiliário registraram quedas, por serem sensíveis aos efeitos deflacionários causados pelo fortalecimento do iene em relação à divisa norte-americana. As ações da Mitsubishi Estate perderam 2,6%, enquanto as da Sumitomo Realty & Development caíram 2,0%.

No mesmo sentido, os papéis da Hitachi Construction Machinery e da Komatsu recuaram 3,5% e 3,1%, respectivamente, após a norte-americana Caterpillar sinalizar uma forte queda nas vendas globais de maquinário de varejo no trimestre fiscal encerrado em abril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.