Bolsa de Tóquio ganha 23% no ano, melhor desempenho desde 2005

O índice Nikkei fecha o ano aos 10.395,18 pontos, patamar mais alto desde 10 de março de 2011, um dia antes do terremoto seguido de tsunami no país 

Agencia Estado

28 de dezembro de 2012 | 05h53

A Bolsa de Tóquio encerrou o ano em alta. Nesta sexta-feira, as compras em ações de exportadores e em peso pesados como Fanuc e Fast Retailing permitiram ao Nikkei fechar no nível mais alto desde 10 de março de 2011 - um dia antes do devastador terremoto seguido de tsunami que atingiu o país. Com ganho de 23% no ano, o mercado apresentou o melhor desempenho desde 2005. A bolsa retoma as negociações em 4 de janeiro.

O Nikkei subiu 72,20 pontos, ou 0,70%, e terminou aos 10.395,18 pontos, após alta de 0,91% no pregão de quinta-feira. Foi a quarta sessão seguida de elevação, com ganho acumulado na semana de 4,6% e alta de 10% no mês de dezembro - o melhor desempenho mensal desde fevereiro.

O volume de negociações foi pesado, com cerca de 2,9 bilhões de ações, consistente com a tendência recente. O valor total de negócios também foi forte, com mais de 1,47 trilhão de ienes.

O índice em Tóquio acabou beneficiado pela nova desvalorização do iene em relação ao dólar e ao euro. Isso compensou as preocupações sobre as negociações para evitar o abismo fiscal dos EUA, que parecem dirigidas para uma sessão de última hora no domingo, em Washington.

"O mercado já consignou a possibilidade de que as negociações do Orçamento dos EUA se arrastem para 2013", disse Hiroichi Nishi, gerente geral de ações da SMBC Nikko Securities. "O abismo fiscal continua a ser um foco de atenção, mas os players não estão dispostos a deixar uma boa oportunidade de negócios no Japão ir para o lixo."

Com altas marcas em 2012, Fast Retailing e Fanuc avançaram 2,7% e 1,2%, respectivamente. As grandes exportadoras foram ajudadas pelo iene mais fraco. Entre as montadoras, Honda Motor adicionou 1,1%, Toyota Motor ganhou 1,9% e Suzuki Motor subiu 1,9%.

Já as ações de serviços públicos tiveram os piores desempenhos. Tokyo Electric Power (Tepco)desabou 6,4% e Kansai Electric Power deslizou 4,7%. Tepco sofreu com as notícias de que está buscando 700 bilhões de ienes em ajuda financeira adicional do governo para pagar uma indenização relacionada ao acidente em sua usina nuclear de Fukushima Daiichi no ano passado. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.