Bolsa de Tóquio realiza lucro e recua 0,6%

A Bolsa de Tóquio fechou em queda nesta terça-feira pressionada por um dólar desvalorizado ante o iene, o que impulsionou a realização de lucros entre os investidores depois dos ganhos da última sessão.

Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2014 | 04h09

O índice Nikkei recuou 0,6%, aos 15.521,22 pontos - foi a segunda perda em 12 sessões. O volume de negócios atingiu 1,82 bilhão de ações, em linha com a tendência das últimas três semanas.

A moeda norte-americana não conseguiu manter o patamar de 104 ienes de segunda-feira, conquistado com a repercussão do discurso da presidente do Federal Reserve (Fed), Janet Yellen, sobre o processo de aumento da taxa de juros dos EUA, previsto para meados de 2015. Nesta terça-feira, o dólar operou em queda durante todo o pregão japonês e estava cotado a 103,86 ienes, às 3h (horário de fechamento da Bolsa de Tóquio).

O dólar mais fraco prejudica os exportadores asiáticos, que têm mais dificuldade em aumentar os preços no exterior, o que estreita a margem de lucro. O cenário impactou as companhias japonesas com presença em outros países e que possuem um forte poder de venda no exterior. As ações da Honda Motors recuaram 0,9%, enquanto a Sumitomo Realty & Development teve perdas de 1,0% nos seus papes. A Mitsui Fudosan terminou em queda de 1,6%.

Um relatório da Nomura Securities ajudou o setor da construção civil no pregão. A instituição reavaliou positivamente a recomendação de compra da Kajima, que fechou em alta de 4,2%. Analistas da Nomura citaram um cenário mais favorável para a construção, com projetos como o trem bala japonês, que deve sair do papel a partir de outubro. Outras ações do setor também se destacaram: Tekken Corp ganhou 4,2% e Kumagai Gumi subiu 5,3%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
TÓQUIOBOLSAFECHAMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.