Bolsa de Tóquio recua após dois pregões de ganhos

A Bolsa de Tóquio fechou em leve queda após o discurso cauteloso da presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Janet Yellen, e em meio à realização de lucros.

AE, Agência Estado

16 de julho de 2014 | 04h44

O índice Nikkei encerrou o pregão em baixa de 0,10%, aos 15.379,30 pontos, após dois dias de sólidos ganhos. O volume negociado foi de 1,85 bilhão de ações, o menor desde a segunda-feira da semana passada. O dólar oscilou pouco nas negociações asiáticas, chegando ao horário de fechamento negociado a 101,70 ienes.

"O mercado está em modo de esperar para ver, de olho no início dos resultados de grandes empresas, que começarão na próxima semana", afirmou Yoshihiro Okumura, gerente geral na Chibagin Asset Management.

Nesse contexto, explicou, enquanto comentários de Yellen e do presidente do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, continuam importantes, dados sobre inflação e crescimento recebem mais destaque. No entanto, o crescimento de 7,5% no Produto Interno Bruto (PIB) da China para o segundo trimestre, na comparação anual, trouxe pouco impacto às negociações. O mercado esperava um crescimento de 7,4%.

Por sua vez, o forte resultado da Intel impulsionou empresas relacionadas ao setor no Japão. As ações da Ibiden subiram 1,0%, as da Canon avançaram 0,6% e as da Sumco valorizaram 3,3%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.