Bolsa de Tóquio recua com menor tensão na Crimeia

Índice Nikkei fechou em alta de 0,9%, a 14.411,27 pontos, após perder mais de 6% nas quatro sessões anteriores

Agencia Estado

18 de março de 2014 | 06h49

Após quatro quedas consecutivas, a Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta terça-feira em terreno positivo, à medida que as preocupações com a Crimeia e a situação geopolítica da Ucrânia diminuíram. As ações do Softbank também contribuíram para que o otimismo prevalecesse entre os investidores.

O índice Nikkei fechou em alta de 0,9%, a 14.411,27 pontos, após perder mais de 6% nas quatro sessões anteriores.

A aparente falta de violência após o resultado do referendo da Crimeia ajudou a manter o principal índice da bolsa japonesa em alta.

Os investidores permanecerão atentos à reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), na qual devem anunciar uma nova redução de US$ 10 bilhões no ritmo da compra mensal de ativos.

Entre as ações, destaque para as do Softbank, que subiram 3,2% após avançar 4,9% na sessão anterior. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.