Bolsa de Tóquio sobe 0,3% com compra para dividendos

Nervosismo nas relações provocou a venda de ações com exposição à China

Ricardo Criez, Agencia Estado

25 de setembro de 2012 | 06h18

A Bolsa de Tóquio fechou em modesta alta nesta terça-feira, em meio a negociações sem rumo. As compras relacionadas aos pagamentos trimestrais de dividendos foram quase ofuscadas pelo nervosismo nas relações China-Japão, o que provocou a venda de ações com exposição à China, como a peso pesado Fanuc e Japan Airlines (JAL).

O Nikkei adicionou 22,25 pontos, ou 0,3%, e terminou aos 9.091,54 pontos, após queda de 0,5% na sessão de segunda-feira. O volume de negociações aumentou para 1,75 bilhão de ações, em linha com os recentes pregões.

As tensas relações entre chineses e japoneses representaram uma resistência no sentimento do mercado. "Como muitas empresas japonesas estão profundamente arraigadas na China, a queda no mercado do Japão é real", disse Tatsunori Kawai, estrategista-chefe da kabu.com Securities, ao destacar relatos de que a Toyota Motor irá reduzir a produção de veículos Lexus destinados ao mercado chinês. As informações são da Dow Jones. (Ricardo Criez - ricardo.criez@estadao.com)

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.