Bolsa de Tóquio sobe 1,2%, puxada por tecnológicas

Otimismo cada vez maior em relação aos balanços das empresas do Japão e dos EUA alimentou a valorização de ações líderes do setor de tecnologia, como Sony e Nikon

Hélio Barboza, da Agência Estado,

25 de janeiro de 2011 | 06h35

A Bolsa de Tóquio fechou em alta pela segunda sessão consecutiva, pois o otimismo cada vez maior em relação aos balanços das empresas do Japão e dos EUA alimentou a valorização de ações líderes do setor de tecnologia, como Sony e Nikon. O índice Nikkei 225 ganhou 119,31 pontos, ou 1,2%, e fechou aos 10.464,42 pontos.

O pregão começou com alta modesta, em seguida ao forte desempenho das bolsas de Nova York na segunda-feira. Os investidores aceleraram suas compras posteriormente, conforme se tornavam mais confiantes quanto à melhora das projeções corporativas, tanto no Japão como nos EUA. "Há expectativas crescentes de que as empresas vão revisar para cima suas projeções de lucro no ano", disse Yutaka Yoshii, gerente geral da Mito Securities.

Os analistas, porém, foram rápidos em apontar que a alta da Bolsa de Tóquio pode ser limitada, já que os investidores continuam cautelosos em relação a uma série de dados sobre o mercado imobiliário dos EUA que saem nesta semana, ao mesmo tempo que aguardam o anúncio de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), na quarta-feira. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquiotecnologiaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.