Bolsa de Tóquio sobe 1%, com imóveis dos EUA

Participantes do mercado reexaminaram as novas medidas de flexibilização tomadas pelo BoJ

Ricardo Criez, Agencia Estado

31 Outubro 2012 | 06h28

A Bolsa de Tóquio fechou em alta nesta quarta-feira. A melhora nos dados da habitação nos EUA e algumas recompras de ações, na sequência das fortes vendas depois da decisão do Banco do Japão (BoJ) na terça-feira, empurraram os papéis de alguns pesos pesados como Fanuc e Honda Motor.

O Nikkei subiu 86,31 pontos, ou 1%, e terminou aos 8.928,29 pontos, após queda de também 1% na sessão de Terça-feira.

Os participantes do mercado reexaminaram as novas medidas de flexibilização tomadas pelo BoJ para apoiar a vacilante economia japonesa.

"A flexibilização monetária por dois meses seguidos é positiva, mas os resultados (na terça-feira) foram relativamente neutros para as expectativas anteriores de mercado", disse Shigeo Sugawara, diretor de investimentos sênior da Sompo Japan Nipponkoa Asset Management. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
bolsas Tóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.