Bolsa de Xangai tem 6ª alta consecutiva

A Bolsa de Xangai fechou em alta pelo sexto pregão consecutivo, rompendo a importante barreira psicológica dos 3.100 pontos. As compras realizadas por fundos de ações e os fortes resultados de 2006 anunciados até agora por empresas listadas na bolsa contribuíram para o bom desempenho do mercado. O índice Xangai Composto teve alta de 1,6%, para 3.122,81 pontos, o quarto fechamento consecutivo em alta. Já o Shenzhen Composto subiu 2%, para 833,58 pontos, quinto recorde seguido. O analista da Ping An Securities Li Xianming disse que o mercado foi estimulado por novos fundos que estão montando portfólios. Ele estima que o volume desses fundos de ações montados a partir do início do ano ficará ao redor de 100 bilhões de yuans. Entre as ações mais negociadas nesta segunda-feira, China United Telecommunications subiu 2,3%, Baoshan Iron & Steel teve alta de 3,2% e Shanghai International Port (Group) ganhou 4,5%. Já entre as companhias que anunciaram um forte ganho em 2006, os papéis da Jiangsu Expressway, cujo lucro líquido subiu 62%, avançou 2,9%. Huadian Power International também ganhou 2,9% depois de revelar que seu lucro líquido subiu 11% em razão do aumento da demanda. Shanghai Pudong Development Bank, que publicou alta de 31% no lucro líquido, subiu 0,3%. A valorização do dólar nos mercados internacionais na sexta-feira, movimento que se seguiu aos resultados melhores do que os esperados sobre a economia dos EUA, estimularam a queda do yuan em relação à moeda norte-americana nesta segunda-feira. O yuan fechou em queda e no fim do dia o dólar estava cotado a 7,7371 yuans no sistema automático de preços, de 7,7273 yuans do fechamento de sexta-feira. Os ganhos registrados por incorporadoras, em razão das fortes vendas de imóveis no final de semana, fizeram com que a Bolsa de Hong Kong encerrasse o dia em ligeira alta neste pregão. O índice Hang Seng subiu 0,37%, para 19.765,85 pontos. ?No curto prazo, o mercado local parece carecer de um estímulo como o que ocorreu na semana passada, quando os resultados das corporações mantiveram o sentimento de alta?, disse Castor Pang, estrategista da corretora Sun Hung Kai & Co. Para Y.K. Chan, gerente de fundos da Phillip Capital Management (HK) Ltd., a performance do mercado local nesta semana será influenciada pelas transações futuras do Hang Seng, já que esses contratos com vencimento em março vencem na quinta-feira. New World Development subiu 4,1% e Hang Lung Properties teve alta de 2%. O CLSA Group informou nesta segunda-feira que vendeu 400 novos apartamentos no final de semana, 65% a mais do que as vendas do período anterior. China Telecom, a maior operadora de linhas fixas chinesa, registrou aumento de 0,3%, apesar de ter informado uma baixa de 2,7% em seu lucro líquido em 2006. A Bolsa de Taipé iniciou a semana em alta. Os ganhos no setor de têxteis superaram as baixas registradas nos papéis de empresas de turismo. O índice Taiwan Weighted subiu 0,2%, aos 7.877,82 pontos. O aumento das têxteis foi liderado pelas ações da Formosa Taffeta (alta de 2,1%) em razão das expectativas de aumento de lucros, já que a empresa adquiriu 12% de participação na Formosa Advanced Technologies, empresa que abrirá seu capital no segundo trimestre. No setor hoteleiro, Ambassador Hotel caiu 2%. Na Coréia do Sul, o índice Kospi, da Bolsa de Seul, subiu 0,2%, aos 1.449,77 pontos, em um pregão com grande volume financeiro, liderado por empresas do setor de construção. ?Eu espero que o mercado permaneça sem direção definida até meados de abril, quando os resultados das empresas (do primeiro trimestre) começarão a ser divulgados?, disse Yang Chang-Ho da Hyundai Securities. Hyundai Engineering & Construction avançou 4,5%. Já Kookmin Bank recuou 1,1% e Posco teve perda de 1,8%, depois que a Arcelor Mittal divulgou que não está interessada em comprar a empresa. Hyundai Autonet caiu 2,1% e Glovis teve baixa de 0,2%. Nas Filipinas, o índice PSE Composto da Bolsa de Manila, recuou 0,6%, para 3.150,04 pontos, depois da alta acumulada de 3,5% na última semana. Os operadores acreditam que a baixa se manterá amanhã. ?Os investidores sentem-se melhores ficando de lado por enquanto, já que não há informações que impulsionem o mercado?, disse Ron Rodrigo, da Unicapital Securities. PLDT subiu 0,2%. A Bolsa australiana registrou alta nesta segunda-feira. O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney avançou 0,7% para 5.990,7 pontos, seu melhor desempenho em pontos em quatro semanas. Empresas ligada a recursos naturais foram responsáveis por quase a metade desse desempenho: BHP subiu 2,9% e Rio Tinto teve alta de 2%. Woodside registrou alta de 3,4% depois que os preços do petróleo atingiram sua maior alta em três meses. Coles avançou 0,9% e Qantas subiu 0,6%. Computershare registrou aumento de 3,2%. Ganhos nos setores bancário e de energia levaram o índice SET da Bolsa de Bangcoc (Tailândia) a fechar em alta de 0,2%, aos 679,04 pontos. O volume foi fraco. "Os ganhos foram parcialmente obtidos por conta de operações de 'window-dressing' realizadas por fundos no fim do trimestre. A perspectiva é de que os investidores apenas realizem lucros, o que não elevará o volume de negócios", disse um analista da UOB Kay Hian Securities. O mercado aguarda pela reunião do banco central no dia 11 de abril, quando será decidido se haverá corte na taxa de juro básico. A gigante do petróleo PTT subiu 1%; Kasikornbank ganhou 0,8%; e a empresa de navegação Thoresen Thai Agencies avançou 0,9%. O mercado indonésio encerrou a sessão em alta. O índice JSX Composto da Bolsa de Jacarta subiu 0,4%, para 1.813,71 pontos, por conta de ganhos da Telkom, que avançou 1% devido a expectativas de que apresente altas em seus dividendos em 2006; sua rival Indosat saltou 4,9% pela perspectiva de melhora na sua perfomance em 2007. Realizações de lucros fizeram a cotação da mineradora de níquel Inco cair 2,2% após o preço do metal cair na semana passada. O índice Strait Times da Bolsa de Cingapura recuou 0,04%, aos 3.204,55 pontos. A fabricante de chips Chartered Semiconductor subiu 4,3% depois que uma publicação divulgou que o acionista Temasek Holdings pode adquirir a companhia. Thai Beverage teve alta de 4,2%, com recuperação técnica de queda no ano. A firma de incorporação imobiliária CapitaLand caiu 0,6%, apesar das notícias de que está para negociar um edifício de cerca de 1 bilhão de dólares cingapurianos. Bancos tiveram resultados diversos: DBS e United Overseas Bank caíram ambos 1,4%, enquanto Oversea-Chinese Banking Group avançous 1,7%. O índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur (Malásia) fechou em alta de 0,7%, para 1.244,32 pontos, com compras de papéis de firmas agrícolas, construtoras e imobiliárias por fundos estrangeiros. Entre as ações em alta, SP Setia subiu 3,9%; Gamuda, 1,9%; IOI Corp, 5, 1%; Sime, 4,4%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.