Bolsa deve se valorizar 10% até fim do ano, diz Bresser

Mesmo sem espaço para uma recuperação ?exuberante?, a Bolsa deve apresentar uma performance positiva e chegar ao final do ano com uma valorização de 10% em relação ao patamar atual, para perto de 40 mil pontos. A avaliação é do diretor da Bresser Asset Management, Rodrigo Bresser Pereira. A aposta, segundo ele, se baseia no cenário positivo para a economia local e a perspectiva de manutenção do crescimento mundial - especificamente na China e na Ásia -, apesar das incertezas com relação à economia norte-americana. ?No entanto, no curto prazo, os mercados devem seguir sem tendência?, observa. Dentro desse contexto, Bresser Pereira acredita que o momento é favorável para compra na Bolsa, mas recomenda cautela na escolha de ativos. Ele prefere não dar detalhes sobre a carteira da instituição, que administra um total de R$ 150 milhões em recursos, mas afirma que as empresas situadas nos setores de maior liquidez no mercado não estão caras. O principal destaque do especialista são as ações da Petrobras, posição, aliás, quase unânime no mercado. ?A combinação de preços favoráveis e posição de reservas com capacidade de aumento de produção coloca os fundamentos da empresa em uma situação excelente?, ressalta. Para ele, essa melhora no patamar da estatal ainda não está totalmente refletida nas cotações em Bolsa. ?Os múltiplos da companhia se encontram em níveis baixos se comparados aos das petrolíferas internacionais.? Segundo Bresser Pereira, o mercado acionário como um todo deve se beneficiar ainda da perspectiva de queda da taxa básica de juros e da relativa estabilidade cambial, apesar de ambas as variáveis ainda não se traduzirem em crescimento da economia. ?Mesmo assim, acredito que os resultados das empresas no geral devem ser bons?, projeta. A volatilidade enfrentada pelos mercados nos dois meses anteriores foram interpretados por ele como uma correção ?saudável? no preço dos ativos. ?A partir de agora não vejo motivo para pessimismo exagerado?, analisa.

Agencia Estado,

27 de julho de 2006 | 07h00

Mais conteúdo sobre:
ações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.