Bolsa européias encerram em queda; Londres cai 0,63%

A Bolsa de Londres fechou em queda, mas acima das mínimas, com papéis de companhias áreas e de agências de turismo liderando o movimento. O índice FT-100 terminou o dia em baixa de 37,10 pontos, ou 0,63%, em 5.823,40 pontos. Na mínima, o índice atingiu 5.752,60 pontos, 1,84% abaixo de ontem, com a notícia de que a Scotland Yard descobriu um plano para explodir aviões na rota EUA/Reino Unido. Mais de 21 britânicos muçulmanos foram presos. As demais bolsas na região também caíram, influenciadas pela ameaça de terrorismo. O índice CAC-40, de Paris, fechou em baixa de 48,51 pontos (0,97%), em 4.976,64 pontos; o índice Xetra-DAX, de Frankfurt, recuou 71,85 pontos (1,26%) e terminou a sessão em 5.630,96 pontos. A Bolsa de Frankfurt foi abalada ainda pelo alerta de resultado da companhia de telecomunicações Deutsche Telekom, a maior da Europa. Os papéis do Deutsche Telekom fecharam em queda de 7,53%. A empresa previu retração de 14% em seu lucro trimestral. As ações da British Airways fecharam em queda de 5,06%, e as do Smiths Group, em baixa de 4,71%, diante de preocupações de que o turismo será prejudicado por temor de terrorismo. Os papéis do grupo de viagens TUI perderam 4,12% e os da Air France-KLM cederam 3%. As ações da Vodafone fecharam em queda de 3,86% e as da BT Group cederam 2,40%, na esteira do alerta negativo de resultado da Deutsche Telekom. Operadores observaram que a recuperação do mercado londrino ocorreu com os papéis da International Power, que subiram 3,35%, depois de anunciar balanço favorável. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

10 de agosto de 2006 | 13h26

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.