Bolsa opera em alta com destaque de ações da CSN

Espera por tom comedido do discurso de Janet Yellen colabora com bom humor do mercado; PIB da Europa preocupa 

Luciana Antonello Xavier, da Agência Estado,

14 de novembro de 2013 | 10h49

A Bovespa começou o dia mostrando vigor, conforme era esperado, refletindo o bom humor dos futuros das bolsas de Nova York e da maioria das bolsas europeias, diante da leitura do discurso antecipado em tom mais suave que Janet Yellen deve ler na tarde desta quinta-feira. Internamente, o balanço positivo da CSN reforça o tom positivo e as ações da companhia são destaque de alta, contaminando os demais papéis do setor. Se há algum contraponto negativo, no exterior, ele é o resultado fraco do PIB na zona do euro.

Nos EUA, a futura comandante do Federal Reserve deverá ressaltar o progresso da economia dos Estados Unidos. Ainda assim, apontará que a taxa de desemprego segue muito alta e que a inflação está abaixo da meta, o que pode ser sinal de continuidade da política monetária frouxa de administração de Ben Bernanke. Além disso, há também expectativa de mais estímulos pelo Banco Central Europeu.

Às 10h25, o Ibovespa tinha alta de 1,05%, aos 52.776,62 pontos, na máxima. No mercado futuro em NY, o Dow Jones subia 0,02%, o Nasdaq tinha queda de 0,30%, enquanto o S&P 500 tinha alta de 0,10%. Entre os destaques estavam as ações da CSN, que disparavam 5,83%, impulsionadas pela alta de 216% no lucro líquido no terceiro trimestre. Os papéis da Petrobras e Vale também subiam e ajudavam o índice paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaCSN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.