Bolsa opera pressionada por Petrobrás e Vale

Câmbio mostra leve alta, um dia após alcançar a maior cotação em nove anos

Luciana Antonello Xavier, Agência Estado

09 Dezembro 2014 | 10h50

O Ibovespa experimenta mais um dia ruim para os negócios, pressionado pela forte queda das ações da Petrobrás e da Vale e em sintonia com o mau humor generalizado visto nas pares internacionais. 

A queda da Bolsa por volta das 10h45 era de 0,70%, abaixo dos 50 mil pontos. Petrobrás recuava 3,36 (ON) e 3,65% (PN); Vale, 2,44%.

Os papéis da petroleira são castigados por uma enxurrada de notícias negativas ligadas à estatal em meio a investigações de denúncias de corrupção e na semana em que a Petrobrás divulga seu balanço não auditado do terceiro trimestre, na sexta-feira.

Os papéis da mineradora, por sua vez, são afetados pela notícia de acordo de investimento com a Mitsui para venda de 15% da participação na Vale Moçambique e 50% da participação de 70% da Vale no Corredor Logístico de Nacala (CLN) por US$ 450 milhões. 

Câmbio. No mesmo horário, a cotação do dólar no Brasil era de leve alta. Vendida por R$ 2,612, a moeda americana avançava 0,06%. Na segunda-feira, a cotação foi ao maior nível em nove anos, de R$ 2,6110. Nesta terça, tende a passar por realização de lucros.

Mais conteúdo sobre:
cambiodolarbolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.