Bolsa passa a operar em baixa, mas Eletrobrás sobe

A Bolsa paulista zerou os ganhos na reabertura do pregão após o jogo entre Brasil e Gana e agora opera em baixa de 0,45%, aos 34.475 pontos, acompanhando a piora das bolsas norte-americanas. O volume financeiro é bastante fraco, de R$ 870 milhões, projetando R$ 1 bilhão no fim do dia. Eletrobrás PNB (+4,42%) e ON (+2,24%) permanecem entre as principais altas do Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo. As ações da geradora sobem com a expectativa em torno do leilão de energia nova, marcado para quinta-feira (29). Os preços deste leilão são de R$ 125 por MWh para geração hidrelétrica e R$ 140 MWh para as térmicas. A companhia deve ser uma das grandes beneficiadas, visto que houve um aumento no valor para as hidrelétricas, que havia sido fixado em R$ 116 por Mwh no leilão anterior. No caso das térmicas, os preços permaneceram praticamente iguais. O mercado esperava que os preços ficassem na casa dos R$ 110,00. A lista de maiores altas traz ainda Transmissão paulista PN (+3,08%). Os papéis avançam com a proximidade do leilão de privatização da companhia, marcado para amanhã, às 10 horas, apesar de sindicalistas, Ministério Público e até investidores tentarem adiar o negócio. Relatório do Merrill Lynch aponta a CPFL como o provável participante mais agressivo do leilão, por conta do maior potencial de sinergias. Segundo relatório dos analistas Frank McGann e Felipe Leal, isso se deve à "proximidade geográfica das duas principais unidades de distribuição da CPFL (Paulista e Piratininga) com a rede da Cteep". CPFL ON recua 0,23%. Fora do Ibovespa, Bombril PN sobe 5,63%, para R$ 8,25, com 28 transações. Na semana passada, foi determinado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) o encerramento da administração judicial na companhia. No próximo dia 7, os acionistas elegerão novos membros para o conselho de administração da empresa. Arcelor ON (-3,54%) lidera as perdas, ainda sob o efeito das declarações de Lakshimi Mittal durante teleconferência com analistas ontem, colocando em dúvida se o negócio entre Arcelor e Mittal implicará na concessão do tag along (direito de receber o mesmo prêmio pago ao controlador no caso de venda do controle da companhia) aos investidores brasileiros. A lista de baixas traz ainda o setor bancário: Unibanco Unit (-3,14%), Itaú PN (-2,37%) e Bradesco PN (-1,43%). Operadores comentam que investidores estariam realocando posições por conta da oferta de ações do Banco do Brasil. BB ON avança 0,87%, para R$ 46,30, após anunciar o bookbuilding (coleta de ofertas para formação de preço) de sua colocação de 45,441 milhões de ações, a R$ 43,50, totalizando uma emissão de R$ 1,976 bilhão.

Agencia Estado,

27 de junho de 2006 | 16h12

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.