Bolsa paulista segue NY, perde força e fica volátil

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, perdeu força na abertura dos negócios nesta tarde. A bolsa paulista retomou as operações às 14h30, depois de encerrado o jogo em que o Brasil venceu Gana por 3 a zero na Copa do Mundo da Alemanha. O Ibovespa encerrou os negócios da manhã registrando alta de 1,02%, com 34.984 pontos. Depois da reabertura, o índice de ações recuou até entrar em terreno negativo. A partir daí, passou a oscilar para cima e para baixo, sem definir tendência. "A Bovespa está acompanhando Nova York", explicou um operador, observando que as bolsas em Wall Street ampliaram o movimento de queda no período em que o mercado brasileiro ficou fechado. Por volta das 15 horas, no entanto, o Ibovespa voltava a operar em alta e subia 0,16%, com 34.685 pontos. Em Nova York, o Dow Jones recuava 0,77%, o Nasdaq caía 1,02% e o S&P 500 apresentava baixa de 0,53%. A liquidez continua estreita na bolsa paulista. O movimento financeiro está em apenas R$ 587 milhões. "Até a reunião do Fed, a tendência do mercado continuará sendo de volatilidade", disse um operador, referindo-se à reunião desta quinta-feira do Federal Reserve, banco central dos EUA, que definirá a taxa básica de juros norte-americana.

Agencia Estado,

27 de junho de 2006 | 15h10

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.