Bolsa retoma 54 mil pontos com alta de 1,92%

Vale foi maior responsável por resultado, com salto de 4%; ganho do Ibovespa no mês é de 3,5% e, no ano, queda é de 11,3%

Claudia Violante, da Agência Estado,

14 de outubro de 2013 | 17h37

Os dados bons vindos da China e a expectativa de que é iminente um acordo nos EUA fizeram com que a Bovespa recuperasse nesta segunda-feira, 14, os 54 mil pontos - patamar registrado pela última vez em 25 de setembro (54.261,11 pontos). Vale foi o principal destaque da sessão, com mais de 4% de elevação, mas os ganhos foram generalizados.

O Ibovespa terminou o dia em alta de 1,92%, aos 54.170,60 pontos. Na mínima, registrou 52.833 pontos (-0,60%) e, na máxima, 54.197 pontos (+1,97%). No mês, acumula ganho de 3,50% e, no ano, perda de 11,13%. O giro financeiro totalizou R$ 5,841 bilhões. Os dados são preliminares.

Depois de um começo não muito animado, no qual rondou a estabilidade, a Bovespa engatou um movimento forte de alta, encabeçado pela Vale. Os dados da China favoreceram os papéis, segundo Luis Gustavo Pereira, da Futura. Ele se referia aos números da balança comercial, com destaque para as importações 7,4% maiores, e de empréstimos.

Além dos números chineses, o exercício de Ibovespa futuro na quarta-feira e a expectativa de que está próximo um acordo nos EUA favoreceram a alta dos papéis. Vale ON avançou 4,65% e PNA, 4,03%. Siderúrgicas também tiveram alta firme: Gerdau PN, +1,13%, Metalúrgica Gerdau PN, +0,89%, Usiminas PNA, +4,04%, CSN ON, +4,52%.

A situação norte-americana influenciou ainda Petrobrás e OGX, papéis com peso no índice que, com ganhos, ajudaram a puxar o índice para os 54 mil pontos. Petrobrás ON teve ganho de 0,41% e a PN, de 0,94%. OGX subiu 9,52%, a maior alta do índice.

Nos EUA, mesmo com o feriado do Dia de Colombo, as bolsas operaram. O Dow Jones subiu 0,42%, aos 15.301,26 pontos, o S&P teve elevação de 0,41%, aos 1.710,15 pontos, e o Nasdaq, de 0,62%, aos 3.815,27 pontos.

O presidente Barack Obama tinha encontro com os líderes do Congresso na tarde desta segunda-feira, mas o encontro foi adiado. A perspectiva de um acordo, no entanto, deu estímulo aos negócios com ações.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.