Bolsa sobe 2,82% e dólar recua 2,14%

Os mercados locais encerraram a semana turbulenta de modo positivo, graças ao relativo otimismo quanto ao futuro do juro básico americano, após a divulgação dos gastos do consumidor e da inflação. O Ibovespa subiu 2,82%, na cotação máxima do dia, os juros futuros recuaram, o dólar fechou em R$ 2,24, em queda de 2,14% na roda da BM&F e de 2,35% no balcão, enquanto o paralelo caiu 1,12%, para R$ 2,393. O risco país recuou 0,37%, para 269 pontos, e o A-Bond ganhou 0,67%, vendido com ágio de 5,80%. O Ibovespa fechou em 38.629 pontos, e o movimento financeiro ficou em R$ 2,817 bilhões. O principal fator de melhora foram os indicadores americanos, que ajudaram Wall Street - o Dow Jones fechou em alta de 0,60%, o Nasdaq subiu 0,55% e o S&P 500 avançou 0,57%. Ficou a impressão de que o Federal Reserve poderá dar uma pausa na elevação do juro básico dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.