Bolsa sobe após discurso de Janet Yellen

Dólar comercial, por sua vez, inverte tendência do início do pregão e começa a subir 

Economia & Negócios e Agência Estado, Atualizado às 13h25

11 de fevereiro de 2014 | 09h49

SÃO PAULO - A Bovespa reagiu bem ao discurso de Janet Yellen, recém-empossada presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

Yellen sugere que os cortes dos estímulos à economia devem ser mantidos nas próximas reuniões do Comitê de Política Monetária dos Estados Unidos.

Às 13h25, o Ibovespa avançava na máxima de 1,09%, acima dos 47.588 pontos. As ações da Petrobrás colaboram fortemente para esse movimento. Seus papéis preferenciais subiam na casa dos 2,05% no mesmo horário, vendidos por R$ 14,91. Os ordinários, que dão poder de voto aos acionistas em assembleias, subiam 2,57%, a R$ 13,97.

O dólar comercial no Brasil, por sua vez, inverteu sua tendência de queda e começou a subir. Por volta das 13h25, a moeda americana era vendida a R$ 2,415, em alta de 0,33%.

China. A China também segue no radar. o Banco do Povo da China teria pedido aos bancos menores que reforcem as reservas de caixa. Nesta terça, o BC chinês novamente interveio no mercado de câmbio para conter a desvalorização do yuan.

Desde o começo do ano, o yuan acumula valorização de 0,1% ante o dólar. Em 2013, a moeda chinesa avançou 2,9% frente à moeda dos EUA.

Tudo o que sabemos sobre:
dólaraberturaYellen

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.