Nacho Doce/Reuters
Nacho Doce/Reuters

Bolsa fecha em alta, mas fala de Levy contém valorização

Ibovespa registrou avanço de 0,57% ao final das negociações; discussão sobre aumento de impostos, defendida pelo ministro da Fazenda, fez com que alta do índice perdesse força 

CLÁUDIA VIOLANTE, O Estado de S. Paulo

08 Setembro 2015 | 17h37

A Bolsa encerrou as negociações em alta nesta terça-feira, 8, favorecida pela agenda mais tranquila de indicadores. A valorização, no entanto, perdeu força quando o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, falou sobre aumento de tributos. 

Principal índice de ações do mercado brasileiro, o Ibovespa subiu 0,57% e fechou cotado aos 46.762,07 pontos. Na mínima, marcou 46.497 pontos (operando perto da estabilidade) e, na máxima, 47.243 pontos (alta de 1,60%). No mês, acumula ganho de 0,29%; no ano, perda de 6,49%. O giro financeiro totalizou R$ 5,302 bilhões. 

Levy declarou hoje que o governo está estudando medidas para viabilizar "uma ponte fiscal sustentável", entre elas o aumento do Imposto de Renda. "Pode ser um caminho. Esta é a discussão que a gente está tendo agora, e que eu acho que tem que amadurecer mais rapidamente no Congresso."

Por causa do cenário político conturbado, o Broadcast, serviço de informações da Agência Estado, informou que o governo pensa em elevar alíquotas de impostos já existentes, como Cide, IPI e IOF, uma vez que não precisa de aprovação dos parlamentares. 

As ações da Petrobrás terminaram em alta de 1,52% (papéis ON, com direito a voto) e de 1,53% (PN, com preferência para dividendos). Cosan e São Martinho, beneficiadas pela eventual alta da Cide para a gasolina, subiram 2,38% e 1,59%, respectivamente. 

Vale ON fechou em alta de 3,78% e Vale PNA subiu 4,28%. Bradesco PN, teve alta de 2,33%, Itaú Unibanco PN subiu 1,10%, BB ON avançou 0,35% e Santander unit teve queda de 2,45%. 

Antes da fala de Levy, a Bovespa vinha acompanhando a alta das bolsas internacionais, em meio à expectativa de que a China poderá adotar novos estímulos econômicos. Nos Estados Unidos, o índice Dow Jones terminou o dia com ganho de 2,42%, aos 16.492,68 pontos, o S&P 500 teve evolução de 2,51%, aos 1.969,41 pontos, e o Nasdaq subiu 2,73%, aos 4.811,93 pontos. 

Mais conteúdo sobre:
Bolsa de valores Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.