Bolsas asiáticas avançam com forte alta na China

 O índice Xangai Composto avançou 1,6%, para 2.229,24 pontos e o Shenzhen Composto subiu 2,6%, para 1.101,59 pontos

21 de outubro de 2013 | 07h45

As bolsas asiáticas encerraram o pregão em alta, com destaque para a forte alta na China, onde fatores locais impulsionaram as ações. O índice Xangai Composto avançou 1,6%, para 2.229,24 pontos e o Shenzhen Composto subiu 2,6%, para 1.101,59 pontos.

O mercado chinês foi impulsionado pelas ações do setor de proteção ambiental, diante da expectativa de que o governo irá priorizar a limpeza do ar. As ações da Nanjing Cec Environmental Protection atingiram o limite diário de valorização de 10%, as da Hunan Yonker Environmental Protection subiram 7,5% e as da Zhongyuan Enviroment-Protection ganharam 5,0%.

Os papéis de empresas de telecomunicações e de tecnologia também se valorizaram depois de o Conselho Estatal da China dizer no domingo que continuará a aprofundar a reforma econômica. "O governo deve canalizar mais fundos para desenvolver essas indústrias", disse o diretor da área de consultoria de investimentos da Hong Yuan Securities, Tang Yonggang. As ações da Beijing Shiji Information Technology, Shanghai Baosight Software e China National Software & Service avançaram 10%.

Em Hong Kong o índice Hang Seng subiu 0,4%, para 23.438,15 pontos, influenciado pelo lucro recorde do Google no terceiro trimestre. As ações da Tencent Holdings subiram 4,2%, representando mais de dois terços dos ganhos do índice.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,6% e alcançou os 5.351,8 pontos. Mais cedo o principal índice da bolsa chegou a subir para 5.366,1 pontos, o maior nível desde junho de 2008.

"Nós nos livramos dos principais desafios macroeconômicos com o acordo fiscal nos EUA na última semana e parece que não há muito no horizonte que poderá impedir o rali", disse Michael McCarthy, diretor na CMC Markets.

Agora o foco do mercado deve se voltar para o relatório de produção da BHP Billiton e para o relatório de emprego dos EUA de setembro. As duas informações virão a público amanhã.

Em sentido contrário, a Bolsa das Filipinas fechou em baixa em um movimento de realização de lucros. O índice PSEi recuou 0,2% e caiu para 6.597,56 pontos, depois de atingir na sexta-feira o nível mais alto desde meados de agosto. O Taiwan Weighted também perdeu e caiu 0,3%, para 8.419,32 pontos. Na Coreia do Sul, o índice Kospi encerrou o dia no mesmo patamar do último pregão, aos 2053.01 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsasfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.