Bolsas asiáticas caem à espera da decisão do Fed

Nesta quarta-feira, o Federal Reserve deve anunciar sua decisão sobre a política de compra de ativos para estímulo da economia

Marcelo Ribeiro Silva, da Agência Estado, com informações da Dow Jones Newswires,

19 de março de 2014 | 08h21

As bolsas asiáticas encerraram o pregão desta quarta-feira em terreno negativo, com os investidores à espera da primeira decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) sob comando da presidente Janet Yellen. Além disso, as preocupações com as tensões entre Rússia e Ucrânia ajudaram a sustentar o pessimismo entre os investidores.

Mais tarde, segundo a previsão de analistas, o Fed deve reduzir seu programa de compra mensal de ativos em mais US$ 10 bilhões. O anúncio está previsto para as 15h (de Brasília). Além disso, o desenrolar da crise na Ucrânia, após a Rússia ter assinado um tratado que incorpora a Crimeia ao seu território, conferiu um tom de cautela aos negócios na Ásia.

Na China, as principais bolsas foram pressionadas por ações dos setores bancário e imobiliário, em função de preocupações com o calote de quase US$ 400 milhões em empréstimos bancários da Zhejiang Xingrun Real Estate. O índice Xangai Composto recuou 0,17%, a 2.116,46 pontos, enquanto o Shenzhen Composto perdeu 0,50%, a 1.094,45 pontos.

"Os fundos estão fugindo de ações dos setores bancário e imobiliário devido aos temores de que novos calotes sejam anunciados", afirmou Zhang Yanbing, analista da Zheshang Securities. "Há muita notícia negativa sobre a indústria de imóveis", completou Amy Lin, analista da Capital Securities.

Entre as ações, a China Vanke caiu 1,3%, a Poly Real Estate perdeu 1,6% e a Wolong Real Estate cedeu 4,0%.

No mesmo sentido, a Bolsa de Hong Kong fechou em queda de 0,07%, com o índice Hang Seng a 21.568,69 pontos, também na expectativa para o resultado da reunião de política monetária do Fed.

Entre os demais índices da região, o sul-coreano, Kospi, caiu 0,13%, a 1.937,68 pontos, enquanto o de Taiwan, o Taiex, perdeu 0,49%, a 8.689,46 pontos.

Na região do Pacífico, a Bolsa da Austrália fechou com ligeira alta, com os investidores divididos entre a reunião do banco central norte-americano, as preocupações com o setor imobiliário da China e a situação geopolítica da Ucrânia. O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, ganhou 0,2%, a 5.355,6 pontos. Entre as ações, o Commonwealth Bank, o ANZ e o Westpac subiram 0,35%, 0,53% e 0,48%, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.