Bolsas asiáticas encerram majoritariamente em alta

Ganhos, no entanto, foram limitados após queda em Wall Street na quinta-feira, depois de fechamentos recordes

10 de maio de 2013 | 06h56

Os mercados acionários da Ásia fecharam majoritariamente em alta, embora os ganhos tenham sido limitados após a queda do papéis em Wall Street na quinta-feira ocorrida depois de dias de fechamentos recordes. Além disso, as variações no câmbio também influenciaram os resultados das bolsas.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 subiu 0,2%, para 5.206,1 pontos, uma vez que a queda do dólar australiano levou os investidores a venderem ações de bancos para comprarem papéis de empresas que podem se beneficiar com a mudança no câmbio.

O dólar australiano caiu para US$ 1,0047, seu nível mais baixo desde junho, depois do anúncio de uma positiva leitura do mercado de trabalho dos Estados Unidos na quinta-feira.

Diversas ações de recursos avançaram em Sydney. A BHP Billiton subiu 0,6% e a Rio Tinto ganhou 0,4%, enquanto a Woodside Petroleum adicionou 0,7%. Por outro lado, a Telstra perdeu 0,4%, o National Australia Bank recuou 0,6% e o Westpac cedeu 1,2%.

Outro mercado impactado pelo câmbio foi o da Coreia do Sul. O índice Kospi perdeu 1,8% e fechou aos 1.944,75 pontos, tendo em vista que os investidores se mostraram preocupados com a queda do iene e com o possível - e consequente - ganho de uma vantagem competitiva dos japoneses ante os exportadores sul-coreanos.

Durante a sessão desta sexta-feira, o dólar atingiu o nível de 101 ienes, após ter superado a marca de 100 ienes no dia anterior. Contra a moeda sul-coreana, o dólar foi mudando de mãos a 1.107,17 wons no final da sessão na Ásia, em comparação com os 1.092 wons do dia anterior.

Com isso, a Kia Motors terminou em queda de 3,3% e Hyundai Motor cedeu 2,3% na Bolsa de Seul.

As ações chinesas, por sua vez, subiram no fim de uma semana que incluiu uma série de notícias econômicas locais, como os indicadores positivos do comércio do país, que deu ao mercado alguma tranquilidade sobre o estado da maior economia da Ásia. O índice Hang Seng, de Hong Kong, subiu 0,5%, para 23.321,22 pontos, enquanto o índice Xangai Composto subiu 0,6%, para 2.246,83 pontos. O índice Shenzhen Composto subiu 0,4% para 971,36 pontos.

Em Hong Kong, as ações da China Resources Power Holdings saltaram 10% depois que a empresa anunciou planos de adquirir a distribuidora de gás canalizado China Resources Gas Group através de uma oferta de ações. A China Resources Gas caiu 3,9%.

Em Taiwan, por outro lado, as ações fecharam em terreno negativo, com realização de lucros após ganhos recentes. O índice Taiwan Weighted caiu 0,1% para 8.280,26 pontos.

Nas Filipinas, o índice PSEi subiu 0,9% para um novo nível recorde de fechamento aos 7.262,38 pontos. As ações na Bolsa de Manila foram impulsionadas por fortes lucros de algumas empresas e perspectivas de novas reduções das taxas de juros. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁSIABOLSAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.