Bolsas asiáticas fecham divergentes nesta 5ª feira

As bolsas da Ásia fecharam em direções divergentes nesta quinta-feira, reagindo ao comunicado do Federal Reserve ontem e a comentários do primeiro-ministro da China. O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, no Japão, atingiu o maior nível de fechamento em quatro meses, após o Fed ter expressado comprometimento com as taxas de juros baixas no seu comunicado de política monetária ontem.

Agência Estado

19 de junho de 2014 | 10h29

O índice Nikkei terminou com alta de 1,6%, aos 15.361.,16 pontos, o maior nível de fechamento desde 29 de janeiro. Entre os destaques positivo na bolsa japonesa estavam as ações da Sharp Corp., que subiram 3,5%, impulsionadas pelo anúncio da companhia de que desenvolveu uma tela LCD que pode ser cortada em qualquer tamanho. Os papéis da Nippon Sheet Glass dispararam 16,9% após a Nomura Securities elevar a recomendação para a companhia para "compra", de neutra.

Na Austrália, comentários do primeiro-ministro da China, Li Keqiang, ajudaram a impulsionar a bolsa de Sydney. Ele disse que a economia chinesa evitará um pouso forçado e atingirá a meta de crescimento de 7,5% estipulada pelo governo neste ano. Os comentários forneceram suporte para as ações relacionadas a commodities, particularmente na Austrália, onde o índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, fechou com alta de 1,6%, aos 5.468,20 pontos. As ações da BHP Billiton e Fortescue Metals Group subiram 3,3% e 5%, respectivamente, ajudadas pela alta de 1% dos preços do minério de ferro no mercado à vista, para US$ 90,30.

Na China, no entanto, as bolsas caíram fortemente. Os comentários do primeiro-ministro chinês reduziram as esperanças dos investidores de que Pequim implementará mais estímulos nos curto prazo. A vendas de ações de empresas menores também pesou sobre o mercado, à medida que a liquidez foi desviada para ofertas públicas iniciais de ações (IPOs). O índice Xangai Composto caiu 1,6%, para 2.023,73 pontos, enquanto o índice Shenzhen caiu 3,2%, para 1.320,66 pontos. "Há algumas preocupações sobre insuficiência de liquidez após os novos IPOs, mas isso pode ser uma queda temporária", disse a analista da Capital Securities Amy Lin.

Em outros mercados da Ásia, o índice Kospi, da bolsa de Seul, na Coreia do Sul, subiu 0,1%, para 1.992,03 pontos. O índice Hang Seng, da bolsa de Hong Kong, terminou estável, aos 23.167,73 pontos. Na Bolsa de Cingapura, o índice Straits Times fechou em queda de 0,2%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁSIABOLSAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.