Bolsas asiáticas fecham em alta acompanhando mercados de Nova York

Bolsas nova-iorquinas encerraram a sexta-feira, 7, com ganhos após resultados do mercado de trabalho nos EUA, com a criação de 113 vagas

Marcelo Ribeiro Silva, da Agência Estado, com informações da Dow Jones Newswires,

10 de fevereiro de 2014 | 07h32

As bolsa asiáticas encerraram o primeiro pregão da semana em terreno positivo, acompanhando o movimento realizado pelos índices de Nova York na última sexta-feira. Após dados mistos do mercado de trabalho dos EUA, as bolsas de Nova York fecharam em alta. Em janeiro, a economia norte-americana criou 113 mil empregos, número bastante inferior aos 189 mil previstos pelos economistas, mas a taxa de desemprego recuou para 6,6%, menor nível desde outubro de 2008.

Na China, a Bolsa de Xangai marcou a sua segunda alta consecutiva após retornar do feriado do Ano Novo chinês. Com avanço de 2,03%, a 2.086,07 pontos, o índice Xangai Composto atingiu hoje o seu maior nível de fechamento desde 2 de janeiro. O volume de negócios em Xangai subiu 66%, para 112,72 bilhões de yuans (US$ 18,6 bilhões), de 67,83 bilhões de yuans na sessão anterior.

Já o índice Shenzhen Composto subiu 2,7%, para 1.128,06 pontos. Por outro lado, o Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, caiu 0,27%, a 21.579,26 pontos.

De acordo com Chen Wenzhao, analista da China Merchants Securities, os investidores podem esperar uma melhoria nas condições de liquidez no primeiro trimestre e possíveis políticas de apoio do governo durante o encontro anual do principal órgão legislativo da China, previsto para o início do próximo mês.

Os produtores de veículos elétricos tiveram os maiores ganhos nos mercados chineses em meio à expectativa de aumento das vendas e da produção. As ações da FAW Car, da BYD e da Zhongtong Bus subiram mais de 10% e atingiram 10,87 yuans, 43,45 yuans e 10,89 yuans, respectivamente.

Entre outros mercados asiáticos, o principal índice acionário de Taiwan se recuperou da liquidação da semana passada e teve ligeiro ganho de 0,1%, fechando a 8.391,95 pontos, enquanto o Kospi, da Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, ganhou 0,04%, para 1.923,30 pontos, e o PSEi, da Bolsa de Manila, nas Filipinas, subiu 0,52%, para 6.042,25 pontos.

O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, na Austrália, avançou 1,1% e encerrou a 5.222,1 pontos, também refletindo a recuperação dos índices de Nova York. Entre as ações, destaque para os ganhos dos bancos e das mineradoras. Os papéis do Commonwealth Bank of Australia subiram 1,8%, enquanto as ações da Rio Tinto avançaram 1,6%.

Tudo o que sabemos sobre:
ásiabolsasfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.