Bolsas asiáticas fecham em alta após avanço em NY

A maioria dos mercados acionários da Ásia encerrou o pregão desta sexta-feira em alta, com os investidores reagindo ao fechamento positivo das bolsas dos Estados Unidos ontem e a dados chineses de inflação.

MARCELO RIBEIRO SILVA, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2014 | 08h53

Na China, a Bolsa de Xangai voltou a fechar em campo positivo após a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI) do país. O índice Xangai Composto subiu 0,8%, a 2.115,85 pontos. No acumulado da semana, o acréscimo foi de 3,5%, marcando o maior ganho semanal desde a semana encerrada em 13 de setembro. Por outro lado, o volume de negociação caiu para 97,4 bilhões de yuans (US$ 16,1 bilhões), de 124,4 bilhões de yuans na sessão anterior. O índice Shenzhen Composto subiu 1,7%, para 1.138,39 pontos.

De acordo com analistas, o mercado chinês pode entrar em um período de consolidação na ausência de fatores com potencial de influenciar as ações, como indicadores econômicos.

Com a divulgação dos números de inflação, o índice Xangai Composto chegou a operar em terreno negativo, mas acabou se recuperando após economistas tranquilizarem os investidores em relação aos dados. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) chinês avançou 2,5% em janeiro em relação ao mesmo período do ano passado, superando as estimativas do mercado.

As ações de empresas de mídia, de tecnologia e de telecomunicações se destacaram positivamente nos negócios da China. A BesTV New Media, por exemplo, avançou 10%, enquanto a Beijing SuperMap Software subiu 8,2% e a Oceans Inter-Telecom Corp ganhou 5,6%.

O otimismo também prevaleceu entre os investidores do índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, que avançou 0,6%, a 22.298,41 pontos.

O principal índice acionário de Taiwan, o Taiex, se valorizou 0,54%, fechando a 8.513,68 pontos, enquanto o sul-coreano Kospi ganhou 0,69%, para 1.940,28 pontos, e o filipino PSEi subiu 0,20%, para 6.113,66 pontos.

Na região do Pacífico, o índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, na Austrália, subiu 0,9% e encerrou a 5.356,30 pontos. As ações da Rio Tinto fecharam praticamente estáveis, com alta de 0,1%, depois de a segunda maior mineradora do mundo anunciar lucro líquido de US$ 3,67 bilhões em 2013, revertendo prejuízo do ano anterior.

Tudo o que sabemos sobre:
ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.