Bolsas asiáticas fecham em alta após PIB da China

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, em reação aos dados melhores que o esperado do Produto Interno Bruto (PIB) da China.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

16 de abril de 2014 | 07h57

Entre janeiro e março, o PIB chinês cresceu 7,4% ante igual período do ano passado, superando ligeiramente a previsão de acréscimo de 7,3%. O resultado acabou deixando em segundo plano a produção industrial da China, que teve crescimento anual menos forte que o esperado em março, de 8,8%.

Embora a economia da China tenha expandido em ritmo mais lento que no quarto trimestre do ano passado, quando avançou 7,7% ante um ano antes, o número mais recente aparentemente afastou temores de que haja uma desaceleração mais profunda na segunda maior economia do mundo. O indicador também contribuiu para desviar a atenção dos investidores da crise na Ucrânia, que vem enfrentando movimentos separatistas na região leste.

De qualquer forma, os analistas ainda aguardam medidas de Pequim para impulsionar o crescimento. "Vamos monitorar quaisquer sinais da forma de pensar do governo sobre a política monetária, o ritmo de novos IPOs (ofertas públicas iniciais) que estão chegando ao mercado e quaisquer desdobramentos relacionados à abertura dos mercados acionários a investidores estrangeiros", comentou Deng Wenyuan, da Soochow Securities.

O principal índice acionário chinês, o Xangai Composto, encerrou a sessão de hoje com ganho de 0,2%, a 2.105,12 pontos, enquanto o Shenzhen Composto ficou estável, em 1.085,06 pontos. Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,11%, a 22.696,01 pontos.

Em outras bolsas asiáticas, o índice Kospi, de Seul, fechou estável a 1.992,21 pontos, mas o Straits Times, de Cingapura, avançou 0,2%, a 3.253,20 pontos, o PSEi, de Manila, teve ganho de 0,8%, a 6.671,18 pontos, e o Taiex, de Taiwan, subiu 0,1%, a 8.923,82 pontos.

Na bolsa australiana, o dia também foi de valorização em resposta ao PIB chinês. O índice S&P ASX 200, de Sydney, registrou alta de 0,6%, a 5.420,30 pontos, garantindo seu maior avanço em cinco dias. A BHP Billiton se destacou, com ganho de 0,4%, após sua produção trimestral de minério de ferro, cobre, carvão e petróleo superar as expectativas e de a mineradora elevar suas projeções para o ano fiscal que se encerra em junho. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.