Bolsas asiáticas fecham em alta e recuperam perdas

As ações na China ganharam força e recuperaram as perdas do início da semana, puxadas pelo movimento de realização de lucros após o início da operação entre os mercados de Xangai e Hong Kong, uma vez que os investidores voltaram a comprar ações de corretoras após o recente movimento de vendas.

LEDA SAMARA, Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2014 | 09h09

A plataforma de conexão entre as bolsas permaneceu no centro das atenções do mercado. O apetite dos investidores permaneceu morno, mas analistas ainda têm uma visão otimista sobre a parceria. Nesta sexta-feira, 19% da cota diária de US$ 2,1 bilhões em investimentos foi utilizada em Xangai, acima dos 18% utilizados na sessão anterior.

Analistas afirmam que as ações blue-chips, como as de corretoras de valores, vão se tornar mais atrativas diante de um afrouxamento dos controles regulatórios e de mais abertura dos mercados domésticos para o capital estrangeiro.

O índice Xangai Composto encerrou em alta de 1,4%, aos 2.486,79 pontos. O volume de negócios aumentou para 197,8 bilhões de yuans. O índice Shenzhen, que acompanha empresas menores, subiu 1,1%, aos 1.359,83 pontos.

Além das corretoras, as ações dos bancos se fortaleceram nesta sexta-feira após o Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) anunciar que está pronto para usar instrumentos monetários para aumentar a liquidez no mercado interbancário do país, se assim achar necessário.

O mercado de ações vai manter a tendência de alta diante das expectativas de que a China vai seguir com uma política monetária mais acomodatícia para contrabalançar a desaceleração econômica, disse o gerente de fundos da China Southern Fund, Yang Delong.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng encerrou em alta de 0,37%, aos 23.437,12 pontos. As ações da Lenovo, dona da CCE no Brasil e maior fabricante de computadores do mundo, subiram 1,74%, após relatório mostrar que a empresa está ganhando participação no mercado de tablets contra as concorrentes Apple e Samsung.

Em outros mercados da Ásia, o índice Taiex, de Taiwan, fechou em ligeira alta de 0,10%, aos 9.091,53 pontos, influenciado pelas incertezas sobre as eleições de sábado. O índice filipino PSEi também avançou 0,10%, aos 7.276,18 pontos, o sul-coreano Kospi avançou 0,35%, aos 1.964,84 pontos e o FTSE Straits Times, de Cingapura, subiu 0,90%, aos 3.345,32 pontos.

Na Oceania, as ações da Austrália recuaram novamente. O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, caiu 0,22%, aos 5.304,30 pontos. Embora o preço do minério de ferro tenha mostrado certa recuperação, as ações das mineradoras operaram de forma mista na sessão de hoje. Fortescue Metals subiu 1,89%, Rio Tinto permaneceu estável e BHP Billiton teve retração de 0,31%.(Com informações de Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
ÁsiaBolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.