Bolsas asiáticas fecham em alta, mas HK cai 0,7%

A Bolsa de Hong Kong fechou em baixa por conta da cautela dos investidores, que preferiram realizar lucros depois da recuperação parcial de ontem. O índice Hang Seng recuou 0,7%, aos 18.918,64 pontos. Segundo traders, os investidores acreditam que a correção ainda não terminou e a realização de lucros permite aferir algum ganho. Os dois principais papéis listados no Hang Seng fecharam em queda: HSBC perdeu 0,7% e China Mobile caiu 2,6%. Sun Hung Kai Properties fechou em baixa de 1,6%. Contrariando a tendência, a companhia aérea Cathay Pacific subiu 1,8% após ter apurado alta acima da esperada em seu lucro em 2006. As demais bolsas asiáticas fecharam no terreno positivo. O índice Taiwan Weighted, da Bolsa de Taipei, em Taiwan, fechou com alta de 0,4%, aos 7.480,89 pontos. A busca por ações baratas impulsionou a valorização do setor alimentício, mas a alta foi parcialmente ofuscada pelas perdas com papéis do setor financeiro. Segundo um operador, esses papéis não deram sinais de recuperação, o que deixou os investidores estrangeiros pessimistas. Hua Nan Financial perdeu 2,5%, enquanto a Wei Chuan Foods subiu 3%. Uni-President Enterprises teve alta de 1,2%. Na Coréia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul encerrou com alta de 0,6%, aos 1.410,95 pontos, impulsionado pelas compras realizadas por estrangeiros. O banco central do país anuncia amanhã sua decisão sobre os juros, mas, segundo um operador, o fato não deve ter muita repercussão na bolsa. A taxa básica deve ser mantida em 4,5% ao ano, segundo a expectativa do mercado. Hoje, a maior ganhadora do dia foi a Daewoo Engineering & Construction, que subiu 5,6%. A siderúrgica Posco continuou a trajetória de recuperação e avançou 2,3%. Os ganhos de ontem em Wall Street e a recuperação dos mercados asiáticos ajudaram a Bolsa de Sydney, na Austrália, a fechar em alta. O índice S&P/ASX 200 ganhou 0,9% e alcançou 5.825,3 pontos. BHP Billiton subiu 1,4%, enquanto Rio Tinto declinou 0,3%. Telstra e Macquarie Bank avançaram 1,4%. Qantas subiu 2,1% depois que o governo deu o sinal verde a uma oferta pela companhia aérea, feita pela Airline Partners Austrália. O governo divulgou que o PIB cresceu 1% no último trimestre de 2006 (2,8% no ano), superando a previsão consensual do mercado, que era de uma expansão de 0,6%. Mas a volatilidade fez a bolsa praticamente ignorar a notícia. A alta de Wall Street também estimulou uma recuperação técnica da Bolsa de Manila, nas Filipinas, onde o índice PSE Composto ganhou 3%, aos 3.063,26 pontos, após três pregões de baixas. Philippine Long Distance Telephone (PLDT) avançou 1,1%. Na Indonésia, o índice JSX Composto fechou em alta de 0,6%, aos 1.743,18 pontos. O índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, encerrou o pregão em alta de 2,3%, aos 1.156,58 pontos e, em Cingapura, o índice Strait Time avançou 0,75%, para 3.059,15 pontos. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.