Bolsas asiáticas fecham em alta; Sydney cai

Resultados foram influenciados por dados animadores de manufatura da China, Japão e EUA

SERGIO CALDAS, Agência Estado

24 de junho de 2014 | 08h40

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta terça-feira, após dados animadores de manufatura da China, Japão e EUA melhorarem a perspectiva de crescimento global, apesar do fraco desempenho da zona do euro.

A última rodada de índices de atividade, divulgada entre a noite de domingo e ontem, mostrou avanço significativo na indústria chinesa, japonesa e norte-americana, mas números mais amplos da economia da zona do euro, que acompanham a manufatura e o setor de serviços, decepcionaram os investidores.

O impacto desses indicadores, em especial do da China, continuou alimentando o sentimento positivo na Ásia. Leitura preliminar referente a junho mostrou que a indústria chinesa está operando em seu nível mais forte em sete meses.

O principal índice acionário chinês, o Xangai Composto, subiu 0,5%, a 2.033,93 pontos. O Shenzhen Composto, que acompanha empresas menores da China, avançou 0,7%, a 1.068,50 pontos, com destaque da ChiNext, uma plataforma de negócios semelhante ao Nasdaq que encerrou o dia em alta de 0,6%, a 1.369,44 pontos.

Segundo analistas, os participantes dos mercados chineses receberam bem as ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês) de ações lançadas em janeiro, gerando demanda que tem impulsionado a ChiNext, onde muitas das novas empresas são negociadas. A expectativa é que haja mais quatro IPOs no curto prazo, possivelmente neste mês ainda.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng apresentou ganho de 0,33%, a 22.880,64 pontos, apagando parte da perda de 1,7% vista ontem em meio a temores de que o bom desempenho da indústria chinesa leve Pequim a desacelerar a iniciativa de adotar medidas de estímulos.

Entre mercados asiáticos menores, o índice sul-coreano Kospi, de Seul, subiu 0,98%, a 1.994,35 pontos, enquanto o taiwanês Taiex ganhou 0,2%, a 9.240,20 pontos, o filipino PSei avançou 0,5%, a 6.793.07 pontos, e o índice Straits Times, de Cingapura, teve ligeira alta de 0,14%, a 3.262,03 pontos.

Na Oceania, por outro lado, a sessão de hoje foi de desvalorização no mercado australiano. O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, recuou 0,4%, a 5.432,80 pontos, apagando a maior parte da alta de 0,6% verificada ontem. Também devolvendo os fortes ganhos do pregão anterior, o setor minerador fechou em baixa, apesar do aumento de 1,4% registrado ontem nos preços do minério de ferro. A Rio Tinto, por exemplo, perdeu 0,8%, enquanto a Fortescue Metals caiu 0,7%. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.