Bolsas asiáticas fecham em alta; Xangai perde 0,9%

Bolsa de Tóquio também fechou em queda com a realização de lucros que antecedeu o feriado de amanhã no Japão

Helio Barboza e Ricardo Criez, da Agência Estado,

22 de dezembro de 2010 | 08h27

Os mercados da Ásia estenderam os ganhos nesta quarta-feira, com a redução da tensão política na península coreana. A exceção foi a China, que sofreu com a realização de lucros.

A Bolsa de Hong Kong teve ligeira alta. O índice Hang Seng subiu 51,33 pontos, ou 0,2%, e terminou aos 23.045,19 pontos.

A Bolsa de Tóquio, porém, fechou em queda com a realização de lucros que antecedeu o feriado de amanhã no Japão (Aniversário do Imperador), mas as ações da Mitsui Fudosan e de outras companhias imobiliárias contrariaram a tendência graças à divulgação de relatórios otimistas do Credit Suisse e da UBS Securities, baseados nas compras de ativos do Banco do Japão (BOJ, banco central). O índice Nikkei 225 cedeu 24,05 pontos, ou 0,2%, e fechou aos 10.346,48 pontos.

A realização de lucros nos bancos e nas imobiliárias, com a preocupação acerca de medidas adicionais de restrição ao crédito, derrubou as bolsas da China. O índice Xangai Composto caiu 0,9% e terminou aos 2.877,90 pontos. O índice Shenzhen Composto perdeu 0,8% e encerrou aos 1.338,20 pontos.

O yuan teve a maior valorização em duas semanas em relação ao dólar, após o Banco Central reduzir pela segunda vez seguida a taxa de paridade central dólar-yuan (de 6,6597 yuans para 6,6548 yuans). No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,6461 yuans, de 6,6589 yuans do fechamento de terça-feira.

Em Taipé, a Bolsa de Taiwan avançou 0,4%. O índice Taiwan Weighted encerrou aos 8.860,49 pontos, liderado pelo setor financeiro e pelas ações de peso pesados tecnológicos.

Na Coreia do Sul, a Bolsa de Seul fechou praticamente estável, pressionada para baixo por uma retração técnica, mas com o índice Kospi permanecendo entre as máximas do ano. As montadoras e o setor de construção naval, por sua vez, deram sustentação ao índice, que ganhou 0,1% e fechou aos 2.038,11 pontos.

O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney, na Austrália, também teve alta de 0,1% e fechou aos 4.778,4 pontos.

Nas Filipinas, o índice PSE da Bolsa de Manila ganhou 0,5% e fechou aos 4.113,69 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou estável, uma vez que os traders realizaram lucros auferidos mais cedo devido à diminuição das tensões geopolíticas na península coreana. O índice Straits Times subiu 0,1% e fechou aos 3.144,31 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 0,5% e fechou aos 3.260,68 pontos em rápidas realizações de lucros por investidores locais por conta da proximidade do feriado de Natal.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, subiu 0,6% e fechou aos 1.019,14 pontos, mas o volume de negócios foi fraco, uma vez que os investidores estiveram de lado antes dos feriados de Natal e ano-novo.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, teve alta de 0,7% e fechou aos 1.515,05 pontos, ajudado pelas compras para recomposição de carteiras do fim de ano. "A recente enxurrada de fusões e aquisições bem como a melhoria no sentimento nas bolsas regionais também colaboraram", disse um dealer.

As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.