Bolsas asiáticas fecham em baixa na sua maioria

Na Austrália índice perdeu 0,5%,  a mínima em oito semanas, e em Taiwan a queda foi de 2,3%

05 de fevereiro de 2014 | 06h44

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em baixa, à medida que as preocupações com o cenário internacional permaneceram prejudicando os mercados acionários.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, atingiu a mínima em oito semanas durante o pregão, que encerrou em baixa de 0,5%, para 5.070,3 pontos. O índice já acumula perdas de 5,3% neste ano após os mercados internacionais sofreram com a redução do programa de estímulos dos EUA e suas consequências nos mercados emergentes.

"A aversão ao risco às ações australianas tem sido indiscriminada, à medida que a volatilidade nos mercados globais parece que será algo constante neste ano", afirmou o gestor de portfólio da Auscap Asset Management, Matthew Parker. Na mínima do dia, o índice recuou para 5.052,2 pontos, a menor pontuação desde 13 de dezembro.

O dia também foi de perdas em Taiwan, onde o principal índice acionário encerrou as negociações em queda de 2,3%, com 8.264,48 pontos. Esse foi o primeiro pregão da semana, uma vez que a bolsa local estava fechada por causa da celebração do Ano Novo Lunar.

Tony Huang, analista na Taishin Securities Investment Advisory, afirmou que as vendas pelos investidores estrangeiros continuaram, mas que "a maioria dos investidores permaneceu cautelosa e não vendeu em pânico". Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou em baixa de 0,6%, aos 21.269,38 pontos. As bolsas da China continuaram fechadas por causa do Ano Novo Lunar.

As exceções no mercado asiático ficaram por conta das bolsas na Coreia do Sul e nas Filipinas. O índice PSEi, da Bolsa de Manila, encerrou em alta de 0,4% e subiu para 5.908,41 pontos, um dia antes da decisão de política monetária do banco central. Durante a madrugada, o presidente da autoridade monetária, Amando Tetangco, disse que o espaço para manter as taxas de juros nos níveis historicamente baixos "pode estar se estreitando". Pesquisa conduzida pela Dow Jones Newswires com 11 economistas sugeriu que o BC das Filipinas deve subir a taxa de juro em 0,5 ponto porcentual. Em Seul, o índice Kospi marcou alta de 0,2% e fechou o dia com 1.891,32 pontos. (Fernando Ladeira, com informações da Dow Jones Newswires - fernando.ladeira@estadao.com)

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.