Bolsas asiáticas fecham majoritariamente em alta

Ações regionais se recuperaram após dois dias de negociações voláteis devido a dados mais fracos da economia chinesa

17 de abril de 2013 | 07h01

Os mercados acionários da Ásia fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, com uma certa recuperação de algumas ações relacionadas a recursos naturais após uma melhora nos preços das commodities.

As ações regionais se recuperaram depois de dois dias de negociações voláteis provocadas pelos dados mais fracos do que o esperado do crescimento chinês e pela queda do preço do ouro. Os mercados encontraram um certo apoio nos dados econômicos dos EUA divulgados na terça-feira.

As ações de recursos permaneceram em foco nesta quarta-feira. A petrolífera Cnooc caiu apenas 0,3% em Hong Kong, depois de recuar 5,5% nas últimas três sessões. Em Sydney, a mineradora de ouro Newcrest Mining, que perdeu um total de 13% nos primeiros dois dias da semana, encontrou alguma estabilidade e ganhou 0,6%, enquanto Alumina avançou 1,6%.

O índice S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, subiu 1,1%, para 5.004,60 pontos, com alta em todos os setores, menos nos números gerais de energia e materiais. A BHP Billiton caiu 0,3%, apesar de anunciar que sua produção de ferro subiu 6% nos três meses até março em relação ao mesmo período do ano anterior. A Atlas Iron perdeu 5%, mesmo após a empresa dizer que vendeu um montante recorde de minério de ferro no mesmo período apesar dos efeitos do mau tempo.

Os ganhos foram mais modestos na China, tendo em vista que os fracos números econômicos do país continuaram a pesar sobre as ações locais. O índice Xangai Composto terminou em queda de 0,1%, aos 2.193,80 pontos, enquanto o índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,5%, para 21.569,67 pontos. O índice Shenzhen Composto avançou 1,1%, para 919,87 pontos.

O fabricante de equipamentos de trens Zhuzhou CSR Times Electric caiu 5,9% em Hong Kong, depois de a empresa registrar uma queda de 65% no lucro líquido do primeiro trimestre em relação período do ano anterior. O declínio foi bem sinalizado, tendo em vista que a empresa havia publicado um alerta de lucro no final de março.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi Composto fechou em alta de 0,1%, aos 1.923,84 pontos.

As ações em Taiwan também terminaram em terreno positivo, com o índice Taiwan Weighted avançando 0,1%, para 7.809,07 pontos. A sessão bastante variada, já que os investidores aguardam novos sinais da TSMC, cujos resultados do primeiro trimestre devem ser anunciados após o fechamento do mercado na quinta-feira. Por outro lado, os dados econômicos da China continuaram a pesar sobre o apetite por risco. A TSMC caiu 0,5%, a HTC ganhou 3,2%, a Hon Hai avançou 0,9% e a Chinatrust recuou 2,5%.

Nas Filipinas, as ações fecharam em alta, após dois dias de perdas. O índice PSEi ganhou 0,9%, aos 6.844,45 pontos. Segundo especialistas, perspectivas sobre bons resultados corporativos, indicadores e novas reduções das taxas de juros continuam a atrair os investidores em ações locais, apesar das preocupações de valorização. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.