Bolsas asiáticas fecham majoritariamente em alta

Os mercados de ações da Ásia fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, depois que o Banco Central Europeu (BCE) sinalizou que deverá manter as taxas de juros baixas por enquanto. Além disso, as bolsas da região mantiveram uma certa cautela antes da divulgação do relatório de emprego dos EUA.

AE, Agencia Estado

05 de julho de 2013 | 06h21

Com preocupações reduzidas sobre a Europa, o índice Taiwan Weighted subiu 1,4% para 8001,82 pontos, e o índice PSEi, das Filipinas, fechou em alta de 0,6% aos 6500,48 pontos.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 avançou 1%, para 4841,70 pontos, com empresas do setor de recursos naturais liderando a alta. A BHP Billiton ganhou 1,2% e a Rio Tinto subiu 1%.

O principal evento econômico para sexta-feira será o relatório mensal de trabalho dos EUA, que nos últimos meses tem sido observado de perto para avaliar o futuro da política monetária do Federal Reserve.

O índice Kospi, da Coreia do Sul, caiu 0,3%, para 1.833,31 pontos, puxado para baixo pela Samsung Electronics. A empresas de tecnologia caiu 3,8%, após anunciar uma previsão de lucro menor do que o esperado para o trimestre encerrado em 30 de junho.

Já na China, o índice Hang Seng subiu 1,9%, para 20.854,67 pontos, em Hong Kong, enquanto o índice Xangai Composto ganhou menos de 0,1% e fechou aos 2007,20 pontos, ajudado por busca de pechinchas no setor do carvão.

O índice Xangai Composto totalizou uma alta de 1,4% ao longo da semana, após quedas acentuadas em junho, provocadas por um aperto de liquidez.

O Índice Shenzhen Composto caiu 0,7%, para 922,44 pontos nesta sexta-feira, somando ganho de 3,9% na semana.

Os investidores na China operaram com cautela antes da divulgação de uma série de dados do país na próxima semana. Entre os indicadores, estão a inflação ao consumidor e os dados de comércio. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.