Bolsas asiáticas fecham majoritariamente em alta

Otimismo veio do bom desempenho dos mercados Wall Street se somou  ao dos índices chineses

Sergio Caldas, da Agência Estado,

30 de abril de 2014 | 08h56

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira, com alguns mercados menores impulsionados pelo bom desempenho das ações em Wall Street, na sessão de ontem, e os índices chineses avançando com temores menores em relação a um possível excesso de novas ações após o lançamento de ofertas públicas iniciais (IPOs, na sigla em inglês).

O Xangai Composto, principal índice acionário da China, subiu 0,3%, a 2.026,36 pontos, enquanto o Shenzhen Composto avançou 0,8%, a 1.027,57 pontos. O volume de negócios de ambas as bolsas subiu levemente, a 11,93 bilhões de yuans (US$ 1,9 bilhões), de 11,67 bilhões de yuans ontem, com os investidores reticentes em se comprometer antes de um feriado de quatro dias. Os mercados chineses vão fechar a partir de amanhã, por causa do feriado do Dia do Trabalho, e só reabrirão na segunda-feira.

Nas duas últimas semanas, no entanto, o Xangai Composto acumulou perdas de quase 5% em meio a preocupações de que a retomada de IPOs, prevista para maio, leve a um volume excessivo de ações em circulação. Esses temores, no entanto, já foram precificados, segundo analistas.

Entre as ações chinesas mais negociadas, a empresa imobiliária Shanghai Wanye saltou 4,3%, após prever um aumento de mais de três vezes no lucro do primeiro semestre, e mineradora Inner Mongolia Xingye Mining subiu 0,4%, após dizer que os ganhos do mesmo período vão subir pelo menos 86% na comparação anual. Grandes instituições financeiras, porém, recuaram após o Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) alertar que é preciso permitir a falência de produtos financeiros muito arriscados: o ICBC teve perda de 0,3%, o Bank of China caiu 0,4% e o China Construction Bank mostrou declínio de 0,5%.

O fechamento em alta das bolsas de Nova York ontem, que veio após um noticiário corporativo favorável, contribuiu para o tom positivo em mercados menores da Ásia. Em Manila, o índice filipino PSEi avançou 1,1%, a 6.707,91 pontos, enquanto em Cingapura, o Straits Times Index ganhou 0,8%, a 3.264,71 pontos.

Por outro lado, o índice sul-coreano Kospi, da Bolsa de Seul, caiu 0,2%, a 1.961,79 pontos, e o Hang Seng Index, de Hong Kong, recuou 1,4%, após o forte salto de 1,5% visto na sessão anterior.

Na Austrália, o índice S&P ASX 200 registrou alta inferior a 0,1%, fechando a 5.489,10 pontos, com o mercado local não conseguindo se recuperar da acentuada perda no pregão de ontem. Os bancos pressionaram a Bolsa de Sydney, com o National Australia Bank e o Bank of Queensland caindo 0,6% e 1,1%, respectivamente. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.