Bolsas asiáticas fecham o dia em alta

As bolsas asiáticas fecharam o dia em alta em sua maioria, com os investidores em busca de barganhas ajudando os mercados acionários em Hong Kong e na China a se recuperarem dos recentes recuos provocados pela alta dos juros chineses. A Bolsa de Hong Kong registrou desempenho positivo, puxada pelos caçadores de pechinchas e pela recuperação dos mercados chineses, após recuar 1,8% nas três últimas sessões. O índice Hang Seng avançou 1,54%, para 22.969,30 pontos. As ações de desenvolvedores imobiliários registraram um dos melhores desempenhos da sessão. Hang Seng Property Index subiu 1,9%, Wharf avançou 3,8% e Cheung Kong Holdings teve alta de 2,8%. Os bancos chineses também tiveram ganhos. China Construction Bank subiu 2,4%, Bank of Communications avançou 1,7% e ICBC registrou alta de 1,4%.

ANTONIO CAZZALI, ROBERTO CARLOS DOS SANTOS E CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

29 de dezembro de 2010 | 09h57

As bolsas da China subiram, impulsionadas pela caça por pechinchas nas ações de desenvolvedores imobiliários e siderúrgicas, encerrando uma sequência de cinco dias de perdas. O índice Xangai Composto avançou 0,7%, para 2.751,53 pontos. Já o índice Shenzhen Composto subiu 1,5% e encerrou o dia aos 1.255,66 pontos. A empresa imobiliária Gemdale subiu 3,9% e a RiseSun Real Estate Development teve alta de 4,3%. Entre as siderúrgicas, Bengang Steel Plates avançou 2,5% e Xinxing Ductile Iron Pipes subiu 1,5%.

O yuan subiu em relação ao dólar devido à forte demanda depois que o banco central chinês reduziu a taxa de paridade central dólar-yuan pela sétima sessão consecutiva. No entanto, a demanda robusta de bancos estatais pela moeda norte-americana limitou os ganhos durante o dia da divisa chinesa. Segundo operadores, o yuan continuará a se valorizar nas duas últimas sessões do ano, com o dólar testando possivelmente o importante nível psicológico de 6,600 yuans. No mercado interbancário, o dólar encerrou cotado em 6,6212 yuans, de 6,6248 yuans na terça-feira. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,6247 yuans, de 6,6252 na terça-feira - próxima da mínima recorde de 6,6239 yuans, registrada no dia 12 de novembro.

O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney, na Austrália, retornou do feriado de Natal praticamente estável, com ligeira queda de 0,04%, para 4.775,20 pontos. Os papéis das duas grandes mineradoras, Rio Tinto e BHP Billiton, caíram 1% e 1,3%, respectivamente, com o sinal de alerta dado pela China, que recentemente elevou sua taxa de juros.

A Bolsa de Taiwan, em Taipé, encerrou o pregão perto da estabilidade, em ligeira queda de 0,05%, aos 8.866,35 pontos. O enfraquecimento dos papéis das empresas de tecnologia anulou os ganhos das ações do setor financeiro. Essa pequena alta sentida nos papéis do mercado financeiro deve-se à expectativa de que o banco central de Taiwan elevará a taxa de juros na reunião de amanhã.

O índice SET da Bolsa Bangcoc, na Tailândia, teve alta de 0,61%, para 1.034,59 pontos, seguindo os ganhos das bolsas da região. Já a Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, teve fechamento positivo, ajudada pelos ganhos dos papéis das empresas de tecnologia em razão das expectativas de que a demanda nos EUA durante o feriado do fim do ano impulsionará as vendas. O índice Kospi subiu 0,50%, para 2.043,49 pontos. Samsung Electronics avançou 0,8%, Hynix Semiconductor subiu 1,3% e LG Display teve alta de 0,1%.

Nas Filipinas, a Bolsa de Manila fechou com o índice PSEi em alta de 0,85%, aos 4.199,31 pontos, em meio ao grande volume de negócios. De acordo com especialistas, esse comportamento é o que normalmente se vê antes do fim do ano e poderá se repetir amanhã. A Bolsa de Cingapura seguiu seus pares asiáticos e encerrou em alta, impulsionada pelo sentimento positivo dos investidores. O índice Straits Times subiu 0,76% e fechou aos 3.207,9 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, avançou 1,07% e fechou aos 3.699,22 pontos, uma vez que os gestores de fundos estrangeiros continuaram a comprar ações de primeira linha para ampliar seus portfólios antes do fim do ano. A Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, encerrou a sessão em alta, com o índice composto de cem blue chips avançando 0,45%, para 1.524,34 pontos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesbolsasÁsiaHong KongChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.