Bolsas asiáticas fecham sem direção única

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta segunda-feira, mas algumas delas reagiram em alta ao bom desempenho das ações em Nova York no final da semana passada e ao fato de as eleições presidenciais na Ucrânia terem transcorrido sem incidentes.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

26 de maio de 2014 | 08h32

Na sexta-feira, o índice S&P 500 atingiu nível recorde, em dia de alta geral das bolsas norte-americanas antes do feriado de Memorial Day, que mantém os mercados financeiros dos EUA fechados hoje. Já a disputa presidencial na Ucrânia foi realizada sem maiores transtornos e resultados preliminares indicam a vitória do magnata pró-ocidental Petro Poroshenko já em primeiro turno. O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse que Moscou está aberta ao diálogo com o novo governo ucraniano.

Na China, o principal índice acionário, o Xangai Composto, subiu 0,3%, a 2.041,48 pontos. O Shenzhen Composto, que acompanha empresas menores, teve avanço mais robusto, de 1,2%, a 1.052,80 pontos. Fabricantes de veículos elétricos e de baterias lideraram os ganhos após a notícia de que o presidente chinês, Xi Jinping, apelou à indústria automobilística que aumente os esforços para desenvolver automóveis movidos a energia limpa. A Shanghai Potevio e a Beijing Dynamic Power, do setor de baterias, saltaram quase 10% e 2,6%, respectivamente, enquanto a montadora de carros elétricos BYD disparou 10%, atingindo o limite diário de valorização, depois de anunciar uma emissão de ações de US$ 550 milhões.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng encerrou o dia praticamente estável, com recuo marginal de 0,01%, a 22.963,18 pontos.

Entre bolsas menores da Ásia, o índice Taiex, de Taiwan, fechou no maior nível em três anos, com ganho de 0,3%, a 9.036,12 pontos, enquanto o Straits Times, de Cingapura, subiu 0,15%, a 3.282,88 pontos. Por outro lado, o índice sul-coreano Kospi, de Seul, recuou 0,34%, a 2.010,35 pontos, e o filipino PSEi, de Manila, caiu 0,3%, a 6.790,42 pontos.

No sudeste asiático, a Bolsa de Bangcoc registrou perdas pela segunda sessão consecutiva, com o índice SET recuando 0,6%, a 1.388,20 pontos, apesar de os militares na Tailândia terem garantido que vão se concentrar em recuperar a economia do país e que não pretendem continuar no poder indefinidamente após o golpe de Estado anunciado na semana passada.

Na Oceania, o dia foi de ganhos no mercado australiano, também favorecido pelo avanço das ações em Wall Street na sexta-feira. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,4%, a 5.512,80 pontos. Se destacaram a empresa aérea Qantas, que subiu 2,26% e atingiu seu maior patamar em sete anos, e as mineradoras BHP Billiton, Rio Tinto e Fortescue Metals, que tiveram ganhos entre 0,7% e 1,1%. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.