Bolsas asiáticas interrompem trajetória de alta

O índice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong recuou 0,02% no pregão desta sexta-feira, depois de ter atingido ontem o maior total de pontos dos últimos seis anos. Houve realizações de lucros com papéis que tiveram fortes ganhos nas últimas sessões, como China Mobile, enquanto ações retardatárias foram utilizadas pelos investidores para substituir as que apresentavam fraco desempenho. Na Austrália, o mercado interrompeu a tendência de forte alta verificada nos últimos pregões devido à cautela dos investidores ante os dados sobre o mercado de trabalho norte-americano, que serão divulgados hoje. O início do feriado prolongado nos EUA também influenciou o resultado da bolsa australiana. O índice S&P/ASX 200 ficou praticamente estável, com alta de apenas 0,03%. Os papéis da companhia de telecomunicações Telstra tiveram valorização de 2,7% com a divulgação de previsões de longo prazo para a empresa que superam as expectativas do mercado. Também saíram relatórios animadores sobre as perspectivas em relação à venda da participação do governo na Telstra, que deve ocorrer na segunda-feira. Realizações de lucros após a forte alta de ontem fizeram o índice PSE Composto da Bolsa de Manila, nas Filipinas, encerrar o pregão com declínio de 0,03%. As ações da Philippine Long Distance Telephone caíram 2,8% e as da Ayala Corp subiram 4,8%. O índice composto de 100 blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, fechou em alta de 0,22%. O Strait Times, da Bolsa de Cingapura, avançou 0,30%. Na Indonésia, o índice JSX Composto da Bolsa de Jacarta também encerrou com ganho de 0,30%. Os mercados da China, de Taiwan e da Coréia do Sul não abriram devido a feriados. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

06 de outubro de 2006 | 07h12

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.