Bolsas asiáticas sobem com sinais positivos da China

As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta quarta-feira, em meio a sinais recentes de melhora na economia chinesa.

SERGIO CALDAS, Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2014 | 07h57

O índice Xangai Composto, o principal da China continental, subiu 1,47%, a 2.343,57 pontos, alcançando o maior nível desde 6 de março de 2013, após a valorização de 0,9% vista no pregão anterior. O Shenzhen Composto, que acompanha empresas chinesas menores, avançou 1,4%, a 1.309,14 pontos.

O sentimento do investidor na Ásia melhorou desde que o HSBC publicou o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial chinês, que surpreendeu ao subir para 50,5 na leitura preliminar de setembro, de 50,2 em agosto. O dado positivo veio após uma série de indicadores fracos que apontavam para uma desaceleração maior do que se estimava na China.

O bom humor prevaleceu apesar de alertas de que a expansão chinesa pode de fato perder força. O Goldman Sachs, por exemplo, reduziu sua previsão de alta do Produto Interno Bruto (PIB) da China em 2015, de 7,6% para 7,1%.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng encerrou o dia em alta de 0,4%, a 23.921,61 pontos. No mercado taiwanês, o Taiex mostrou ganho de 0,2%, a 9.098,49 pontos, recuperando-se de uma mínima em vários meses.

Em outras bolsas asiáticas, o índice sul-coreano Kospi subiu 0,33%, a 2.035,64 pontos, enquanto o filipino PSEi avançou 1,2%, a 7.355,29 pontos, o maior patamar em 16 meses, mas o índice FTSE Straits Times, de Cingapura, teve ligeira queda de 0,16%, a 3.292,81 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana fechou em baixa, pressionada por ações de bancos diante da desvalorização da moeda local e após o RBA, como é conhecido o banco central do país, ter sinalizado com mais medidas para controlar o mercado imobiliário. O índice S&P/ASX 200, das empresas mais negociadas em Sydney, caiu 0,7%, a 5.375,80 pontos.

As perdas foram generalizadas entre os quatro maiores bancos da Austrália, responsáveis pela maior parte dos financiamentos imobiliários: o Commonwealth Bank recuou 1,1%, o National Australia Bank perdeu 1,4% e o Westpac e o Australia & New Zealand Banking tiveram desvalorização de 0,9%. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.