Bolsas asiáticas sobem diante de tensões no Iraque

Os mercados de ações da região da Ásia e do Pacífico fecharam majoritariamente em alta nesta segunda-feira, em meio a preocupações sobre a escalada de violência no Iraque. As bolsas tiveram pouco volume de operações enquanto os investidores aguardam a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed), cuja divulgação está prevista para esta quarta-feira.

AE, Agência Estado

16 de junho de 2014 | 12h03

Os conflitos no Iraque e as preocupações sobre uma guerra civil mais ampla impulsionaram os preços do petróleo durante a sessão asiática. No fim de semana, uma milícia sunita radical afirmou que havia matado até 1.700 soldados iraquianos xiitas em um movimento que, segundo analistas, tinha a intenção de provocar ainda mais uma disputa sectária.

A alta dos preços de petróleo sustentou ações de empresas de energia. Na China, o índice Xangai Composto ganhou 0,74%, para 2085,98 pontos, com avanço de 1,56% nos papéis da China Petroleum & Chemical Corp (Sinopec Corp). Além disso, informações de que os bancos Industrial Bank e China Minsheng Bank receberam aprovação regulatória para reduzir a quantidade de dinheiro exigida como reserva deram força às ações do setor bancário. O índice Shenzhen Composto registrou alta de 0,66%, aos 1086,53 pontos.

O índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, fechou em leve baixa de 0,08%, aos 23300,67 pontos. Entre os destaques, as ações da PetroChina avançaram 0,95%.

Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 encerrou com alta de 0,13%, aos 5412,30 pontos. As ações de algumas mineradoras, por outro lado, caíram em meio à baixa dos preços do minério de ferro à vista, que recuaram 0,7% na sexta-feira para uma mínima em 21 meses. As preocupações com o uso de minério de ferro como garantia em negócios financeiros e denúncias de fraude envolvendo mercadorias armazenadas em um porto na China continuam a abalar o mercado de metais. Os papéis da Atlas Iron cederam 4,24% e os da Arrium perderam 4,79%.

O índice Kospi, de Seul, teve elevação de 0,14%, aos 1993,59 pontos. Com informações da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.