Bolsas asiáticas sobem em pregão com volume reduzido

As bolsas asiáticas encerraram o dia em alta apesar do pregão ser marcado por volumes menores na véspera do feriado de ação de graças nos EUA.

AE, Agencia Estado

27 de novembro de 2013 | 07h49

Na China, o mercado acionário avançou com uma melhora no apetite por risco, após o presidente do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês), Zhou Xiaochuan, afirmar ontem que Pequim planeja relaxar as regras para as taxas de juros domésticas e reduzir a intervenção no câmbio, segundo informações do China Securities Journal.

O índice Xangai Composto marcou avanço de 0,8%, para 2.201,07 pontos, e o Shenzhen Composto ganhou 1,4%, a 1.069,26 pontos. Em Hong Kong, o índice Hang Seng registrou alta de 0,5% e alcançou os 23.806,35 pontos.

O presidente do PBoC também pediu pela expansão das quotas para os programas dos investidores institucionais qualificados. "Essas declarações mostram que a China está se movendo em direção ao objetivo de tornar a economia mais orientada pelo mercado", afirmou Zeng Xianzhao, analista do Everbright Securities.

No entanto, Zeng alertou que as condições de liquidez no mercado durante o fim do ano tende a ser menor. As ações nos setores de mídia e defesa estiveram entre os maiores ganhos do dia, na expectativa de que elas se beneficiarão das reformas. As ações de seguradoras também ganharam, na esperança dos investidores por receitas maiores.

O índice Kospi, na Coreia do Sul, também avançou e subiu 0,3%, a 2.028,31 pontos, o Taiwan Weighted avançou 0,6%, para 8.295,88 pontos e o índice PSEi, nas Filipinas, encerrou o dia com ganhos de 0,5%, fechando a 6.053,87 pontos. Em Taiwan, as ações de tecnologia foram impulsionadas pela alta no índice Nasdaq, nos EUA, que superou os 4 mil pontos pela primeira vez desde setembro do ano 2000, enquanto nas Filipinas os investidores buscaram por barganhas após as fortes quedas nos últimos pregões.

A Austrália seguiu na contramão do mercado e o índice S&P/ASX 200, na Austrália, encerrou o dia em baixa de 0,5%, recuando para 5.332,88 pontos. As ações do setor de recursos naturais pressionaram o mercado, com queda de 1,4% para as ações da BHP Billiton e de 4,1% para as da Newcrest Mining.

A gestora de fundos da Tim Schroeders Pengana Capital afirmou que os preços das ações desse setor subiram forte recentemente pela melhora nos preços das commodities, mas agora os investidores enfrentam um choque de realidade, uma vez que os preços das ações não são justificados pela melhora nos balanços. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ásiabolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.